SRI AUROBINDO – Julho 2017


Sri Aurobindo – Julho 2017
Mensagem de 04 de julho de 2017 (publicada em 21 de julho)
Origem francesa – recebida do site Les Transformations


Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio
 


Eu sou Sri Aurobindo.  Irmãos e irmãs humanos e encarnados, antes de me começar a expressar permitam-me saudar-vos no silêncio e na paz do coração, alguns instantes.

… Silêncio…

Foi me pedido para vir junto de vós para vos dar alguns elementos relativos à irrupção do supramental ao nível coletivo da humanidade, que acompanhará esta fase que resta passar no seio deste mundo. Isto corresponde tanto ao período presente como ao período que decorre a partir de agora até ao planeta grelha final.

Como eu afirmei na minha vida, em muitos poemas e em muitas récitas onde eu evoquei, bem antes dele descer à terra pela primeira vez em 1988, e 1984, mais precisamente no mês de Agosto, eu tive a possibilidade de viver, muito antes de toda a gente, os efeitos desse supramental, embora na minha vida de então eu mesmo tenha projetado que ia haver uma nova era na terra, e por isso trabalhei na construção de uma cidade que se concluiu bem depois da minha morte. Eu não tinha os meios, nesse momento, para perceber claramente o que seria o futuro, excepto no que se refere à chegada do supramental que, já na época, eu tinha descrito como um fogo devorador que vinha transformar, iluminar, regenerar, e criar um mundo novo.  A dose acumulada desde 1984 e 88 deu-vos a viver o que vocês vivem há muitos anos.

Como vocês sabem, desde há um ano, a acumulação de partículas adamantinas em certos lugares permitiu realmente a implantação da Luz adamantina, hoje por toda a parte na terra, favorecendo a possibilidade da implantação deste Fogo Ígneo durante este período. O Fogo Ígneo, ao nível coletivo, não vai traduzir de imediato a Alegria para cada um de vós, porque para isso é necessário que haja uma permeabilidade total da vossa pessoa e dos circuitos nomeados vibrais que foram ativados pela descida do Espírito Santo e do supramental desde há mais de trinta anos, no que se refere às primeiras efusões do Espírito Santo. 

Este processo é, portanto, chamado a tocar o conjunto da humanidade em momentos diferentes, quer seja quando da visibilidade dos sinais celestes onde terá lugar a primeira impulsão do Fogo Ígneo a nível coletivo, até ao planeta grelha final que corresponde, como vocês sabem, à transformação do Sol numa nova dimensão livre, como quando da Ascensão da Terra.  Mas isto também vos diz respeito, evidentemente, tanto ao nível da vossa pessoa, como ao nível do retorno à consciência da vossa eternidade.

Este Fogo Ígneo já se manifesta para aqueles que trabalharam, de uma maneira ou de outra, durante todos estes anos ou, mais recentemente, na ativação dos vossos novos corpos.  Eu não me debruçarei sobre isso, sobre a descrição de tudo o que vocês viveram ou tudo o que foi possível viver pela Graça e pela a Luz.  O limiar da difusão e do acolhimento da primeira vaga total do supramental chegou.

Já há muitos meses que, em particular Maria vos anunciou o início do processo ascensional da Terra que é simultâneo, eu lembro-vos, com a vossa libertação.  Outras irmãs Estrelas, e mais recentemente, evocaram um certo número de palavras, de ideias, de frases, de conceitos, relativos essencialmente ao princípio das diferentes manifestações possíveis, mesmo no seio desse corpo efémero e da vossa consciência efémera, correspondentes à fusão dos vossos próprios Éteres, e não mais ao nível da cabeça mas ao nível da totalidade da vossa consciência. 

Este face a face que muitos de vós vivem, mas que ainda não é coletivo, leva-vos a se posicionarem no que vos é necessário, para viver nas condições mais adequadas à vossa libertação pessoal.  Alguns de vós, mesmo assim, vivem um estado de libertação que vem completar a libertação vivida pela Onda da Vida ou pelo Canal Mariano.  A diferença desta libertação atual, em relação ao que era possível viver ou sentir há alguns anos, é não necessitar desse suporte. O supramental é vibração, certamente, mas conduz à descoberta do coração e da liberdade, ele já não conduz exclusivamente, como foi o caso até ao presente, à constituição parcelar do corpo de Existência. Vocês sabem, o vosso corpo de Existência sintetiza-se à vossa volta e em vós por intermédio das Portas, por intermédio do coração de Existência e do conjunto das estruturas vibrais do corpo de Existência unitária, nomeado Matriz Crística.

Este face a face vocês vivem-no de três maneiras, atualmente. Para já, lembro-vos que isto é individual e ainda não se aplica ao coletivo humano. Isso deverá ocorrer num tempo relativamente curto, seja no momento da visibilidade de Nibiru, seja antes, se as necessidades o exigirem ao nível coletivo. Com efeito, não existe nenhuma dificuldade para o conjunto da Confederação Intergaláctica, agora que os véus isolantes caíram, agora que a radiação da Terra tocou o Sol e, não só, subiu à superfície da terra. Tudo está pronto, nós esperamos, tal como vós, os sinais anunciados mas nós verificaremos isso quando começarem as Teofanias das 20 horas.

Muitos de vós viveram o Fogo Ígneo em diferentes partes do vosso corpo.  O momento coletivo da chegada do supramental é, portanto, a revelação total da Luz que, eu vos lembro, não tem nada a ver com a Luz visível aos vossos olhos.  Vocês sabem, a Luz faz parte daquilo que é nomeado pelos vossos cientistas a radioatividade, mas isso não importa àquela que vem do céu e que é bem diferente daquilo que vocês nomeiam as radiações  nucleares, que são por exemplo criadas nas vossas fábricas nucleares ou centrais nucleares. Este fogo nuclear tem, portanto, os mesmos efeitos sobre o efémero, ao nível coletivo, ou seja, a dissolução total da matéria carbonada.

A preparação – que durou, portanto, mais de trinta anos, através de certas etapas, algumas das quais vos foram comunicadas, para as viverem, depois das Núpcias Celestes -, permite hoje dar-vos alguns elementos sobre o que foi chamado a revelar-se e isto, independentemente – é por isso que eu vim – da presença de Nibiru no céu, da presença dos sons do céu e da Terra, ou mesmo, se isso for necessário, do Apelo de Maria.

O face a face conclui-se assim. Ele traduz-se por uma dissolução total do que constitui o efémero e isso, a qualquer nível que seja, traduz-se para vós, como foi explicado por Ma Ananda, por uma das maneiras possíveis de viver este período. Se vocês preferirem, as localizações possíveis da consciência em relação ao que vocês vivem já, vocês despertados, pela graça da abertura dos vossos centros de energia que permitem receber, como eu descrevi mas ao nível individual, o batismo do Espírito, o Fogo Sagrado, o Fogo Ígneo, o Espírito do Sol.  Há muitas terminologias mas os efeitos são idênticos.

Chamaram a vossa atenção para o que foi nomeado as resistências, que podem conduzir a mecanismos patológicos, tanto ao nível do vosso corpo como ao nível da vossa psique.  Isto, vocês já o vivem, já desde há algumas semanas para alguns de vós.  Isto referia-se até ao presente, como eu disse, àqueles que estavam despertados ao nível vibral por uma das Coroas, qualquer que fosse.  Entendam bem que este processo vai reproduzir-se da mesma maneira e começa, de qualquer forma, a acontecer nos irmãos e irmãs humanos encarnados que não vivem os processos vibratórios que vocês viveram. Isso resulta geralmente numa evidência e numa facilidade de viver este mecanismo, para esses irmãos e irmãs, porque não havia prioridade, não havia necessidade ou possibilidade de abertura anteriormente.

De qualquer modo nós já vos tínhamos chamado, durante todos estes anos, os ancoradores e os semeadores da Luz.  Isso foi, de qualquer forma, o vosso estado e a vossa missão no plano de desenvolvimento da Luz.  Este plano de desenvolvimento, vocês sabem, já está concluído há muitos meses e dá-vos a ver, seja por vós mesmos, seja pelo mundo, seja pelas situações, a falsidade, a mentira e a alteração da Vida, onde quer que coloquem o vosso olhar, o vosso interesse, a vossa consciência. 

O processo do Fogo Ígneo, a partir de um certo momento, durante o período que se abre, vai conduzir, vocês sabem, para os despertados, mecanismos de resistência, por vezes, ou inflamatórios ao nível de certas regiões ou funções do vosso corpo, como da vossa psique.

Este Fogo Ígneo, este supramental, e também o batismo do Espírito e o Fogo do Espírito, causando uma sideração dos vossos sentidos nomeada caminho das velas, mas também, para os irmãos e irmãs encarnados que não vivem nada, se traduzirá por tomadas de consciência relâmpago e súbitas fazendo dizer a esses irmãos e irmãs que há um antes e um depois. No entanto isso não os dispensará, contrariamente à maioria de vós, despertados, de viverem num momento a negação, a raiva, a negociação e isso independentemente das eventuais manifestações físicas correspondentes ao Fogo. Fogo vital, Fogo vibral, transformando-se no mesmo espaço da vossa consciência e do vosso corpo, o que implicará transformações radicais e totais.

Estas transformações radicais e totais não irão sempre, num primeiro tempo, no sentido da Luz, da Evidência e da Liberdade, mas podem, num primeiro tempo, vir reforçar as ligações, os apegos, através de manifestações emocionais ou mentais particularmente penosas para aqueles que o viverão e o farão viver a outros.  Isto corresponde à atmosfera que vocês podem detetar também através da vida social, em qualquer morada que seja e em qualquer setor que seja.

Se eu agarrar simplesmente o exemplo das religiões, vocês veem bem o conflito das religiões, umas com as outras, neste momento.  Eles só começaram.  Da mesma maneira, ao nível do agendamento e da organização da vida social efémera, muitas coisas se transformam, e não somente em alguns países, mas em inumeráveis países.  Entendam bem que o que se desenrola é uma reação À Luz visando, pela via legal, pela via policial ou pela via militar, limitar as vossas liberdades fundamentais no seio deste mundo. Isto vive-se em inumeráveis países, mesmo naqueles que no momento se creem inscritos na Liberdade, na Igualdade, na Fraternidade.

Isto desenvolve-se sob os vossos olhos, se verá cada vez mais claramente, da mesma forma que a iluminação da Luz vos dá a ver as gesticulações que acontecem na cena de teatro para tentar de novo, ao nível coletivo, fazer-vos aderir à Ilusão e à falsidade. Vocês veem-no à vossa volta; onde quer que morem neste mundo, isso não é verdade. Existe, com efeito, uma reação à penetração da Luz.  Esta não pode mais ser alterada pelas linhas de predação, nem mesmo pelas camadas isolantes, quer sejam as vossas, pessoais, ou ainda as da Terra ou do sistema solar.  É isto que conduz ao Apocalipse, à Revelação e ao conjunto dos factos, não vibrais mas, de vez, bem reais, que eu tinha dado sob o ditado do Cristo, há mais de dois mil anos.

Não se surpreendam, como já o vivem, ao constatar que à medida que a Ilusão se dissolve, a do mundo, da sociedade em particular, mais vocês, os despertados, sentem a Alegria, ou o sofrimento, ou os véus. Para os não despertos isso é profundamente diferente, porque não tendo vivido o estado de Graça nem a ação da Graça, nem mesmo os processos de expansão da vibração ligados à consciência, isso será a lei do tudo ou nada, ou seja, que muitas vezes as consciências que vocês observarão à vossa volta passarão, no mesmo dia, da negação à raiva, à negociação, criando de qualquer modo uma hiperatividade mental, resultante da ação da Luz.

Não é, portanto, uma questão, para os irmãos e irmãs, num primeiro momento, de ver uma cessação do mental mas antes uma acentuação do mental e dos medos, alternando com os períodos de ligeireza, incompreensíveis nesse estado de consciência. Lembrem-se que aí também, para esses irmãos e irmãs que vivem já esses dissabores, isso contribui para a revelação da Luz e não com uma qualquer destruição, se não a da Ilusão.

Neste sentido, quer isso seja muito próximo dos vossos cônjuges, das vossas famílias, dos vossos amigos, ou isso aconteça na outra extremidade do lugar onde vocês vivem neste planeta, não esqueçam que a vossa presença na Alegria é indispensável, e eu diria mesmo que, se vocês estão no caminho do sofrimento e do véu, a vossa presença é também indispensável porque através do que vocês vivem, se o posso dizer, vocês absorvem o que pode restar de ilusório neste mundo, não somente em vós mas no conjunto do planeta.

Certos santos, certos místicos tiveram como vocação tomar sobre eles o sofrimento, tomar sobre eles, pedindo-o ao Cristo, se eles eram crentes, para aligeirar o sofrimento do mundo. É exatamente isso que vocês fazem, quer vocês estejam na Alegria, quer vocês estejam no sofrimento, quer estejam nos véus.  É exatamente o mesmo processo de comunhão que acontece com o conjunto das consciências da terra e não somente com a vossa própria história, ou as vossas próprias resistências que se imprimem em vós. Devem compreender que esta escolha não depende da vossa vida presente nem das vossas vidas passadas, mas da colocação da vossa alma e Espírito mesmo antes de descer nesse corpo que, eu vos lembro, estava prisioneiro no Sol sem no entanto poder cortar completamente, senão ele não teria tido  nunca a mínima vida. 

Nisto, através da negação, das resistências, das raivas, das negociações daqueles que hoje descobrem a Verdade, de qualquer forma que seja, pelo princípio da lei do Um, pelo princípio da Unidade, vocês encontram-se, levando por afinidade vibratória o que levam os vossos irmãos e irmãs não despertos, encarnados como vós e que ainda possuem, talvez eles também, as mesmas linhagens, as mesmas origens, mas que ainda não se beneficiaram do trabalho transmutador da Luz. Quer isto dizer, e eu penso que isto pode ser um reconforto para muito de vós, foi-vos dito, ainda, para nunca se culpabilizarem se atravessarem o caminho do sofrimento ou o caminho dos véus. Eu venho hoje para vos tranquilizar dizendo-vos que se isso vos afeta é uma forma de vocês servirem também, não somente a vossa eternidade mas a eternidade de cada um.

Lembrem-se, os véus foram removidos, ao nível coletivo, as camadas isolantes da Terra quase já não existem.  Isto traduz-se por uma impermeabilidade total entre uns e outros, qualquer que seja a vossa localização e o vosso estado de consciência.  Hoje, vocês não são mais os ancoradores e os semeadores da Luz, vocês são os reparadores das ofensas à Vida, das ofensas à Verdade, não necessariamente as vossas mas as do conjunto da humanidade. Assim, portanto, nós podemos dizê-lo, assim como viveu Teresa quando da sua encarnação, vocês realmente e concretamente cuidam das almas, não da vossa mas da do conjunto da humanidade.

Quer vocês estejam na Alegria, quer vocês estejam no sofrimento, quer vocês estejam confusos, o mesmo processo acontece por uma razão que é simples, no princípio da lei da Unidade que se revela pela Luz, e também em virtude, precisamente, do vosso Despertar e da ativação das vossas Coroas. Uma só Coroa é suficiente para entrar no processo de reparação e tomando o cuidado das almas. É nesse sentido que vos foi pedido, durante todos estes meses, para não julgar, para não excluir, para não separar, para não dividir, porque o que vocês fazem realmente e concretamente ao mais pequeno de vós, é a vós mesmos que o fazem. Isto vai tornar-se cada vez mais evidente.

Isto quer dizer também que isto vai conduzir, junto dos despertados como junto dos nossos irmãos e irmãs que ainda dormem, à possibilidade de viver a redenção pelo dom da Graça, pela Teofania, pela vossa própria Presença e a vossa própria radiância, um pouco como o fazem tanto as Estrelas como os Arcanjos, como nós próprios, quando nós intervimos no seio da vossa consciência ou dos vossos corpos.

Esta radiância, e esta radiação, que emana de vós está evidentemente ligada à ativação, não somente da nova tri-Unidade mas, sobretudo do que é chamado a Porta ER e também a Estrela ER, religadas pela Leminiscata sagrada e, mais recentemente, por uma radiância da Luz que permitiu realizar a alquimia da cabeça e do coração, situada ao nível de um circuito vibral da Porta ER, em linha direta, até à Estrela ER.

Assim, portanto, vocês cuidam de almas. Vocês não precisam definir a alma da qual vocês cuidam, a Inteligência da Luz encarrega-se disso. Pela vossa libertação, pelo caminho que escolheram neste momento, vocês favorecem a libertação dos vossos irmãos e irmãs aprisionados, antes do Apelo de Maria. Não é necessário ter a intenção, nem pensar numa forma precisa porque isso faz-se independentemente da vossa vontade, e independentemente de qualquer desejo ou de qualquer proximidade. É um processo global que antecipa, de qualquer modo, o processo coletivo da descida total do Fogo Ígneo.

Nesse sentido, alguns Anciãos, vou dizer, mais ligeiros, falaram-vos da preguiça, da aceitação. Vocês verão, de qualquer maneira, por vós mesmos que em ocasiões que virão, que são inumeráveis, relativamente a todos os países e a todas as camadas da sociedade, que a vossa confiança na Verdade e na Unidade será cada vez mais evidente. É através dessa nova confiança, passando pela Radiação do Divino da Porta ER ou 9º corpo, pela fusão dos Éteres ao nível do ponto ER do centro da cabeça, que se realiza a atual alquimia. Mas não negligenciem o facto de que para os vossos irmãos não despertados isso não aconteça por uma das vias, que foi nomeada a Alegria, o sofrimento, os véus, mas exclusivamente pelas oscilações entre a negação, a raiva, a negociação, sem que seja possível, no momento, viver a aceitação, para os irmãos e irmãs não abertos. 

Não se alarmem com o que vocês observam pois estejam certos que aí também, tudo o que se deve passar e tudo o que se passa já, quaisquer que sejam os aspetos detestáveis no plano da pessoa, só contribuem para uma coisa: o estabelecimento da Verdade e o fim da Ilusão. Sejam, portanto, indulgentes tanto para os vossos irmãos e irmãs despertados, que ainda não têm a possibilidade, por razões de origem e de linhagens, de resolver o que é para resolver no momento. Sejam indulgentes com os países mais difíceis, sejam indulgentes para com todos. Sejam indulgentes e perdoem todos os atos contrários à Vida, quer vos digam respeito ou não, porque mesmo sem olhar os vossos écrans (tv’s, etc.) vocês não poderão em breve ignorar o que acontece junto de vós.

É através desses sofrimentos e dessas provas, que esses elementos aparecem como detestáveis para a pessoa, que a Verdade é encontrada. Mais uma vez, e eu redigo-o também, não se trata nem de punição, nem de ajuste de um qualquer passado, mas é a evidência da Luz que se instala.  Neste sentido, não é preciso julgar, neste sentido, é preciso acolher e aceitar. Vocês notaram, também, muito rapidamente, assim como foi dito por Osho, que a partir do momento em que vocês aceitem, e de qualquer modo, em breve, vocês não poderão fazer nada a não ser aceitar, vocês constatarão então que, também vocês que ainda estão, talvez, no sofrimento, viverão uma Alegria inextinguível e que não poderá cessar jamais.

Tenham presente no espírito estas poucas palavras porque eu vos asseguro que nos dias, nas semanas que vêm, nos meses que vêm, vocês irão lembrar estas palavras.  De qualquer forma, isso não durará se não um tempo que será muito breve, se no entanto a primeira efusão total do supramental acontecer antes do Apelo de Maria e antes da visibilidade de Nibiru. Este elemento é novo, porque ele não vos foi dado pela cronologia desenvolvida pelo Arcanjo Anael há mais de um ano. Vocês sabem, nós adaptamos as nossas estratégias a este jogo da Libertação, uns e outros, e  adaptamo-nos sempre, precisamente, com o que se deve desenrolar, para que tudo aconteça nas melhores condições possíveis, em relação à Eternidade, e não em relação ao vosso mundo ou aos acontecimentos que aí ocorrem.

Mas, a partir do momento em que aceitarem isto, aí também, vocês só poderão constatar, realmente e concretamente, que isso vos diz respeito ou, mesmo que isso seja longe de vós, que vocês estarão na Alegria e que vocês estarão, de qualquer modo, numa forma de oração e de compaixão total para com os vossos irmãos e as vossas irmãs que não sabem o que fazem. O perdão se tornará automático, a Alegria se tornará cada vez maior.  Aqui não têm que se preocupar mais com o tipo de acontecimento que vos diz respeito. Agora mesmo, foi-vos dito para se ocuparem de vós, para entrarem em vós e para viverem o que têm para viver.

Uma vez que vocês vão passar uma das três vias ou as três vias, ou uma só, ou duas, nesse momento vocês constatarão por vós mesmos a realidade do que acabo de dizer, sabendo que quanto maior for a agitação, mais a Alegria se instala.  Mesmo que vocês não apreendam nenhum conteúdo ou nenhum fim, tentem, e vocês podem fazê-lo sem nenhuma dificuldade, permanecer, quaisquer que sejam as vossas circunstâncias e quaisquer que sejam as circunstâncias do mundo, nessa Alegria sem sentido, porque é a melhor forma da vossa radiação, que vem do 9º corpo, a radiação da vossa Leminiscata sagrada, se manifestar. 

Vocês sabem o que isso significa, ou seja, que o processo da libertação coletiva está agora muito próximo.  Ele desenrola-se neste mesmo momento, mas nós sempre vos dissemos que não conhecíamos a data.  Mas eu digo-vos hoje que nós podemos reproduzir, no momento preciso, com as nossas embarcações, exatamente o mesmo processo. Tudo dependerá da atmosfera da terra, não a título individual mas numa escala muito coletiva, relativamente não só às consciências, não só às interações de consciências humanas, mas a todos os sistemas, sociais, políticos, financeiros, económicos, energéticos, presentes na terra.

Certos tipos de impulsos eletromagnéticos, como vocês os nomeiam, aconteceram nestas últimas semanas e já provocaram inconvenientes ao nível dos vossos sistemas organizacionais, em particular os elétricos.  Alguns de vós que vivem nesses lugares, sentiram o impacto. Não é animador mas é indispensável para vos permitir encontrar o vosso coração e instalarem-se principalmente no coração e no que nomeio a radiação da Fonte, a radiação da Eternidade, que começa a expressar-se diretamente pelo Fogo Ígneo, não somente ao nível do Coração Ascensional (ou seja, num movimento de baixo para cima), mas num movimento que eu nomearia de trás para a frente, realizando então, por vós mesmos, a efusão da Luz seja em que circunstância for.

Vocês sentirão, de qualquer maneira, para aqueles que o vivem, em vez de sentirem a Coroa radiante do coração, em vez de sentirem o Coração Ascensional, vocês sentirão um tipo de queimadura escapar-se não do chacra do coração mas do ponto que está situado acima, o corpo de Radiação do Divino. Esta radiação age por si mesma, eu disse-vos, vocês não têm que a dirigir a ninguém porque é um Fogo devorador e não é uma questão de, querendo ajudar, entregar este Fogo a quem não está preparado (pronto). Por contrário, a Inteligência da Luz, na sua implementação, se servirá da vossa radiação para agir de forma mais justa sobre os irmãos e irmãs adormecidos, que viverão nesse momento as graças Marianas, graças Marianas que se podem traduzir, acabo de vos dizer e repito-o de novo aqui, pela negação, pela negociação, a raiva antes de viverem a aceitação. É aqui que o vosso papel de cuidar das almas é importante, quer seja pelo vosso contacto, perto de vós ou em qualquer lugar do planeta. 

Esperem, portanto, por aqueles que são vibrantes, para sentirem uma redistribuição do fluxo de energia em vós, que era nomeado até ao presente Coroa radiante do coração, Coroa radiante da cabeça, Canal Mariano, Onda da Vida, que não serão substituídos mas magnificados pela presença do Fogo que emana de vós, iluminando-vos do interior e iluminando o exterior, ou seja, o mundo.  Aqui também não há necessidade de palavras, não há necessidade de atitude, há necessidade de permanecer tranquilo, o que o irmão Osho nomeou a preguiça, são palavras suas.

No que me diz respeito, a radiação do Divino que sairá de vós é de pura Luz nomeada radioativa.  Neste sentido, como vocês sabem, a radioatividade tem efeitos nocivos sobre a matéria biológica carbonada. É neste sentido que, se vocês forem portadores desta vibração, não é preciso utilizá-lo para vós mesmos mas deixar a Inteligência da Luz fazê-lo. Vocês não têm que decidir, vocês não têm que dirigir a Inteligência da Luz. O limiar da tolerância à Luz num corpo carbonado chegou, o que permite efetivamente a ativação desta radiação do Divino que, eu vos lembro, é uma radiação radioativa.

Vocês que estão abertos e que o vivem, não arriscam nada pela simples razão que os aspetos vibratórios que vocês viveram, recentemente ou antigamente, vos colocam, de momento, ao abrigo da destruição da forma. Vocês tornaram-se, realmente, seres transcendentes, qualquer que seja o estado do vosso efémero; quer vocês estejam na Alegria, no sofrimento, nos véus, na tristeza, pouco importa. Isso não muda nada na verdade do que se anuncia e que será vivido. 

A melhor assistência que vocês podem dar àqueles que não estão abertos não é, certamente, dirigirem este Fogo Ígneo concentrado, desde o vosso 9º corpo, sobre eles – não especialmente – mas deixarem trabalhar a Luz, permanecerem tranquilos, contentarem-se simplesmente com essa radiação que vos preencherá com qualquer coisa de novo, que não é unicamente a Alegria, que não é unicamente a bem-aventurança, que não é unicamente a felicidade, que não é unicamente a estase ou a íntase, mas que é a Verdade. A Verdade é um Fogo ardente e devorador, vocês irão constatá-lo, se ainda não tiver acontecido.

É dentro desta radiação espontânea, ligada à vossa ativação, que se desenrola o apoio essencial que nós esperamos de vós.  Além disso, ela não há necessidade de vós uma vez que necessita do vosso desaparecimento e do vosso não-envolvimento. É neste sentido que já foi proposto, para alguns de vós, encontrar-nos nas aldeias élficas, porque estes encontros nos permitirão, sem passar por um médium, um encontro direto bem mais eficaz, bem mais vibrante e bem mais verdadeiro, levando-vos a soltar aquilo que vocês ainda creem dever fazer ou qualquer esforço que vocês creiam ter que  realizar. Porque a bem-aventurança, efetivamente estará presente.

Este processo estará ativo, depois dos três dias, no conjunto das consciências presentes na terra, onde quer que estejam nesta terra. É um Fogo devorador que devora a ilusão da consciência, como a ilusão deste corpo, como a ilusão deste mundo ou desta sociedade.  Portanto, vocês não têm com que se preocupar com o que quer que seja. O sentido da minha mensagem é unicamente prevenir-vos e alertar-vos, se vocês estiverem preocupados com este processo, o que à priori é o caso, a partir do momento em que uma das vossas Coroas tiver vivido a vibração.  

É esta radiação do Divino, tal como muitos de nós realizámos entre vós, há alguns anos, em certas ocasiões, se tornará o vosso quotidiano, não mais pelos seres da Luz autêntica mas entre vós, por vós mesmos, e sem nenhuma vontade e sem nenhum desejo.  Quanto mais esta radiação, que sai do vosso peito acima do chacra do coração, for importante, mais vocês sentirão qualquer coisa de novo nascer em vós, da qual eu não posso falar porque vos cabe experimentar livremente, sem nenhum pré-condicionamento ligado ao meu discurso.

Se tivermos oportunidade, nós voltaremos em breve para vos dar mais informações relativamente a esta experiência que é, também, uma graça inesperada, em termos de tempo, visto a duração do processo, e perante a espera paciente e alegre que nós fazemos ao vosso lado.  Portanto, eu não desenvolverei, para além da perceção vibral e dos avisos que eu vos fiz, outra coisa de momento, sobre esse desconhecido que se apresenta a vós, porque é importante vivê-lo sem nenhuma ideia pré-concebida e sem nenhuma projeção.

Evidentemente, este processo poderá também nascer no decurso das novas Teofanias, mas também no decurso de qualquer outro acontecimento. Não há necessidade de estarem alinhados para o viverem, nem mesmo de estarem ocupados com qualquer coisa, mas estejam disponíveis no momento em que sentirem isso.  Não se trata da Coroa radiante do Coração, nem da vibração do Triângulo da nova tri-Unidade, mas antes de qualquer coisa que está diretamente ligada à radiação da Fonte e ao vosso coração de Eternidade, e não mais somente às Coroas radiantes que são os interfaces do veículo ascensional. O vosso coração de Eternidade com a Leminiscata sagrada fazem parte da constituição e da realidade do vosso corpo de Eternidade.  O que se modificará a esse nível incluirá um número de transformações, em vós e à vossa volta, que vocês não podem decidir, que vocês não podem escolher, e que serão inevitáveis.

Lembrem-se que, qualquer que seja o acontecimento a viver, será sempre para vos conduzir à Liberdade e nunca para vos conduzir ao sofrimento; isso não é possível de maneira nenhuma. O que sofre são as vossas resistências; o que sofre é o que vos é necessário para cuidar das almas que vocês têm e que, eu vos lembro, não depende de uma vontade, nem da vossa vida aqui, mas dos posicionamentos da alma, das linhagens e do próprio Espírito.

Os elementos que acabo de vos dar são muito gerais mas, de qualquer maneira, eu coloquei os elementos essenciais relativos ao que é para viver agora.  Se tivermos a oportunidade, haverá certamente outras explicações, e eu creio, também, que o Comandante voltará a vós para uns longos momentos.  Então, se vocês tiverem questões vocês as colocarão a ele, se entretanto ele puder responder ou quiser responder, mas é evidente que o efeito surpresa também é, aqui, muito importante para cada um de vós, mesmo despertado.  Este efeito surpresa provoca uma sideração da consciência, um pouco semelhante com aqueles que vivem o caminho dos véus, mas de forma breve e de forma única.  A um dado momento isso acontecerá, não de maneira coletiva mas para alguns de vós, e não sistematicamente no mesmo dia ou no mesmo momento, mas num lapso de tempo que vos resta passar até ao Apelo de Maria. Ou até à nossa decisão de abrir as válvulas da totalidade do supramental.

Eu agradeço a vossa atenção.  Eu desconfio que devem existir ainda muitas questões, em vós, relacionadas com este processo, mas eu disse-vos que o Comandante responderá alegremente se entretanto ele puder. Quanto a mim, para já, só vos posso dizer o meu Amor e a minha afeição.  Eu que vivi isto sozinho, há muitos anos, hoje vocês têm uma oportunidade única, é que vocês são inumeráveis.  Vocês têm imensos irmãos e irmãs à vossa volta que vivem os mesmos processos, e isso vos permitirá ter, não um modelo mas um ponto de referência nos processos que são para viver. Portanto, não hesitem em partilhar entre vós, não sobre o que vocês vivem a nível pessoal mas sobre os mecanismos que se vão estabelecer gradualmente, conforme os dias e as semanas.

Eu sou Sri Aurobindo, Melquisedeque do Ar.

Que a Paz e a Graça estejam no vosso coração.

Eu saúdo-vos e espero ter a oportunidade de, nas próximas semanas, encontrar alguns de vós sob as cúpulas na extremidade das aldeias dos elfos. Nós temos coisas a partilhar, não as palavras mas simplesmente o Amor, principalmente aqueles de vós que são originários do meu sistema estelar, porque há uma afinidade particular que nós descobriremos juntos nesse momento.  Eu rendo-vos graças pela vossa escuta, pela vossa presença, pelo vosso acolhimento.  Eu digo-vos, portanto, até breve.  Obrigado.


* * *

Tradução: Cristina Marques



PDF (Link para download) : SRI AUROBINDO - Julho 2017

18 comentários:

  1. É isto que conduz ao Apocalipse, à Revelação e ao conjunto dos factos, não vibrais mas, de vez, bem reais, que eu tinha dado sob o ditado do Cristo, há mais de dois mil anos.
    .........
    O perdão se tornará automático, a Alegria se tornará cada vez maior. Aqui não têm que se preocupar mais com o tipo de acontecimento que vos diz respeito. Agora mesmo, foi-vos dito para se ocuparem de vós, para entrarem em vós e para viverem o que têm para viver.
    .........
    Uma vez que vocês vão passar uma das três vias ou as três vias, ou uma só, ou duas, nesse momento vocês constatarão por vós mesmos a realidade do que acabo de dizer, sabendo que quanto maior for a agitação, mais a Alegria se instala.
    .........
    Vocês sabem o que isso significa, ou seja, que o processo da libertação coletiva está agora muito próximo. Ele desenrola-se neste mesmo momento, mas nós sempre vos dissemos que não conhecíamos a data.
    .........
    A Verdade é um Fogo ardente e devorador, vocês irão constatá-lo, se ainda não tiver acontecido.

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Egídio! Por acaso vc saberia dizer se há alguma aldeia dos elfos, aqui no Brasil e onde?!
    Desde já agradeço. Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está aí algo que gostaria de saber. Se alguém puder responder, agradecemos!

      Excluir
    2. Na nossa Rica Amazonas, na certa. Mas, algo mais palpável.

      Excluir
    3. Olá Claudio ! ... Primeiro, diria que há com certeza Elfos no Brasil, em função deles serem muitos pelo mundo todo (são eles que dizem) e pelo fato do Brasil ser uma das regiões mais ricas em florestas, por exemplo. Quanto à localização destas aldeias, diria que não se trata exatamente de saber meio que publicamente, mas sim, de cada um que tenha necessidade de tal experiência, entrar em contato com um espaço da natureza, mesmo em um parque urbano, e silenciar no sentido de permitir que se manifeste alguma ação élfica, seja de que natureza for. Digo isso porque fiz algo semelhante em relação aos Gnomos e senti que houve uma resposta correspondente. Sabemos também que o trabalho dos Elfos estão mais voltados para o período dos 132 dias, e de repente não se aplicaria para a maioria dos casos. Então, de momento, foi só isso que me veio. Abraço.

      Excluir
    4. Na Europa ou como é o caso na França não tem grandes florestas como a Amazônia. Eles tem muitas reservas florestais. Creio que é la que o pessoal das mensagens encontra aldeias de Elfos. Acredito que aqui no Brasil deve existir não só na Amazônia mas também na Serra da Mantiqueira, na Serra do Mar e em algumas reservas florestais que são fantásticas. Em todos esses lugares tem cachoeiras mesmo pequenas. Gostaria muito de ter contato com eles........!!!!

      Excluir
  3. "Não se surpreendam, como já o vivem, ao constatar que à medida que a Ilusão se dissolve, a do mundo, da sociedade em particular, mais vocês, os despertados, sentem a Alegria, ou o sofrimento, ou os véus. Para os não despertos isso é profundamente diferente, porque não tendo vivido o estado de Graça nem a ação da Graça, nem mesmo os processos de expansão da vibração ligados à consciência, isso será a lei do tudo ou nada, ou seja, que muitas vezes as consciências que vocês observarão à vossa volta passarão, no mesmo dia, da negação à raiva, à negociação, criando de qualquer modo uma hiperatividade mental, resultante da ação da Luz."

    ResponderExcluir
  4. "Não é, portanto, uma questão, para os irmãos e irmãs, num primeiro momento, de ver uma cessação do mental mas antes uma acentuação do mental e dos medos, alternando com os períodos de ligeireza, incompreensíveis nesse estado de consciência. Lembrem-se que aí também, para esses irmãos e irmãs que vivem já esses dissabores, isso contribui para a revelação da Luz e não com uma qualquer destruição, se não a da Ilusão."

    ResponderExcluir
  5. "Neste sentido, quer isso seja muito próximo dos vossos cônjuges, das vossas famílias, dos vossos amigos, ou isso aconteça na outra extremidade do lugar onde vocês vivem neste planeta, não esqueçam que a vossa presença na Alegria é indispensável, e eu diria mesmo que, se vocês estão no caminho do sofrimento e do véu, a vossa presença é também indispensável porque através do que vocês vivem, se o posso dizer, vocês absorvem o que pode restar de ilusório neste mundo, não somente em vós mas no conjunto do planeta."

    ResponderExcluir
  6. "Não se alarmem com o que vocês observam pois estejam certos que aí também, tudo o que se deve passar e tudo o que se passa já, quaisquer que sejam os aspetos detestáveis no plano da pessoa, só contribuem para uma coisa: o estabelecimento da Verdade e o fim da Ilusão. Sejam, portanto, indulgentes tanto para os vossos irmãos e irmãs despertados, que ainda não têm a possibilidade, por razões de origem e de linhagens, de resolver o que é para resolver no momento. Sejam indulgentes com os países mais difíceis, sejam indulgentes para com todos. Sejam indulgentes e perdoem todos os atos contrários à Vida, quer vos digam respeito ou não, porque mesmo sem olhar os vossos écrans (tv’s, etc.) vocês não poderão em breve ignorar o que acontece junto de vós. "

    ResponderExcluir
  7. "É através desses sofrimentos e dessas provas, e esses elementos aparecem como detestáveis para a pessoa, que a Verdade é encontrada. Mais uma vez, e eu redigo-o também, não se trata nem de punição, nem de ajuste de um qualquer passado, mas é a evidência da Luz que se instala. Neste sentido, não é preciso julgar, neste sentido, é preciso acolher e aceitar. Vocês notaram, também, muito rapidamente, assim como foi dito por Osho, que a partir do momento em que vocês aceitem, e de qualquer modo, em breve, vocês não poderão fazer nada a não ser aceitar, vocês constatarão então que, também vocês que ainda estão, talvez, no sofrimento, viverão uma Alegria inextinguível e que não poderá cessar jamais."

    ResponderExcluir
  8. "Mas, a partir do momento em que aceitarem isto, aí também, vocês só poderão constatar, realmente e concretamente, que isso vos diz respeito ou, mesmo que isso seja longe de vós, que vocês estarão na Alegria e que vocês estarão, de qualquer modo, numa forma de oração e de compaixão total para com os vossos irmãos e as vossas irmãs que não sabem o que fazem. O perdão se tornará automático, a Alegria se tornará cada vez maior. Aqui não têm que se preocupar mais com o tipo de acontecimento que vos diz respeito. Agora mesmo, foi-vos dito para se ocuparem de vós, para entrarem em vós e para viverem o que têm para viver."

    ResponderExcluir
  9. "Uma vez que vocês vão passar uma das três vias ou as três vias, ou uma só, ou duas, nesse momento vocês constatarão por vós mesmos a realidade do que acabo de dizer, sabendo que quanto maior for a agitação, mais a Alegria se instala. Mesmo que vocês não apreendam nenhum conteúdo ou nenhum fim, tentem, e vocês podem fazê-lo sem nenhuma dificuldade, permanecer, quaisquer que sejam as vossas circunstâncias e quaisquer que sejam as circunstâncias do mundo, nessa Alegria sem sentido, porque é a melhor forma da vossa radiação, que vem do 9º corpo, a radiação da vossa Leminiscata sagrada, se manifestar. "

    ResponderExcluir
  10. "Certos tipos de impulsos eletromagnéticos, como vocês os nomeiam, aconteceram nestas últimas semanas e já provocaram inconvenientes ao nível dos vossos sistemas organizacionais, em particular os elétricos. Alguns de vós que vivem nesses lugares, sentiram o impacto. Não é animador mas é indispensável para vos permitir encontrar o vosso coração e instalarem-se principalmente no coração e no que nomeio a radiação da Fonte, a radiação da Eternidade, que começa a expressar-se diretamente pelo Fogo Ígneo, não somente ao nível do Coração Ascensional (ou seja, num movimento de baixo para cima), mas num movimento que eu nomearia de trás para a frente, realizando então, por vós mesmos, a efusão da Luz seja em que circunstância for."


    ⬆️ Vai de encontro com o que tem sido postado no site http://spaceweather.com/ Acompanhe!

    ResponderExcluir
  11. Agora eu sou o PAM nificador heheh21 de julho de 2017 22:54

    Vida louca, vida breve, ja que eu nao posso te levar...espero que voce me levee

    ResponderExcluir
  12. realmente estamos ao final do processo, em paz em alegria
    Grato as tradutoras, de coração a coração
    Rendo graças

    ResponderExcluir
  13. Paz do Coração para todos!!!
    Está chegando a hora, O DIA já vem raiando...
    Gratidão eterna.

    Vocês sabem o que isso significa, ou seja, que o processo da libertação coletiva está agora muito próximo. Ele desenrola-se neste momento mesmo, mas nós sempre vos dissemos que não conhecíamos a data. Mas eu digo-vos hoje que nós podemos reproduzir, no momento preciso, com as nossas embarcações, exatamente o mesmo processo. Tudo dependerá da atmosfera da Terra, não a título individual, mas, numa escala muito coletiva, relativamente não só às consciências, não só às interações de consciências humanas, mas a todos os sistemas, sociais, políticos, financeiros, económicos, energéticos, presentes na Terra.
    Inté Aurobindo... sob uma 'árvore mestre'.
    FatimaAurora


    FatimaAurora

    ResponderExcluir