MA ANANDA MOYI - Julho 2017



Ma Ananda Moyi - Julho de 2017
Mensagem de 03 de julho de 2017 (publicada em 17 de julho)
Origem francesa – recebida do site Les Transformations



Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio




Eu sou Ma Ananda Moyi. Irmãs e irmãos encarnados, eu rendo graças a vossa Presença. Instalemo-nos juntos por alguns instantes no silêncio e na Paz.

… Silêncio...

Minha presença entre vocês, neste dia, é uma sequência lógica do que vos pôde dizer Gemma Galgani antes de mim, e o que eu pude vos dizer há muitos anos concernente à reversão da alma.

A etapa que se abre para vocês, neste mês de julho, visa fazer-vos reencontrar o silêncio e a Eternidade na paz do coração.  É um mecanismo íntimo que está diretamente relacionado à alquimia do corpo com o Espírito, ou com a alma se ela ainda está presente.  Além da Paz e da Alegria da qual vos falou minha irmã Gemma, o mecanismo atual, falando em termos simples, é um mecanismo de interioridade e de interiorização, onde o conjunto de vosso personagem e de vossa pessoa é literalmente reabsorvido no coração.  Dito de outro modo, vossos desaparecimentos atuais não são mais completos. Eles vos deixam o sentimento de estar em um entre dois, entre dois mundos, entre dois estados dificilmente qualificáveis com vossas palavras habituais.

Aqueles entre vocês que vivem esse processo atual, que não é nem obrigatório nem indispensável, se traduz pelo desenvolvimento desse silêncio, conduzindo-vos a fazer o silêncio para este mundo e neste mundo. Isso não é propriamente dito um desaparecimento, mas uma cessação da atividade da consciência ordinária, sem para tanto desaparecer como alguns de vocês têm feito até o presente.  A analogia e a semelhança que vocês podem encontrar nesse processo que para muitos de  vocês já começou no mês de junho, corresponde não somente à Paz, à Alegria e à felicidade, mas também ao que é chamado íntase.  A íntase é o momento necessário para alguns de vocês, onde todos os marcadores de vosso personagem desaparecem, conduzindo-vos a viver em um estado aparente de indistinção em meio a este mundo, o que permite justamente o esclarecimento, pela verdade da Luz, sobre o conjunto de vossa consciência.

Nos processos de íntase e não de resistência, como aliás nos processos de resistência que alguns entre vocês vivem atualmente, há para a pessoa o sentimento de confusão, o sentimento de não mais habitar seu corpo, o sentimento de imprecisão, que é apenas prévio à vossa ressurreição.  Alguns de vocês também, dito de outro modo, estão prontos para passar pela dissolução da consciência efêmera nesse corpo efêmero que no entanto ainda está aí.  O basculamento da consciência ordinária à supraconsciência, nesses casos, não se pode viver de outro modo a não ser assim, ou seja por essa íntase, mas antes que vossa consciência seja reconhecida em íntase, existe um período prévio onde todos os marcadores parecem desaparecer, não vos permitindo mais apoiarem-se sobre vossos conhecimentos, sobre vossas aquisições, sobre vossa história.

Trata-se bem do que foi chamado, há muito tempo, uma transubstanciação ou uma metamorfose. Como disse o Comandante, passar da lagarta à borboleta, passa por essa metamorfose onde o corpo se dissolve em uma outra realidade, onde o silêncio das palavras, o silêncio do movimento e o silêncio da consciência ordinária, pode às vezes, para aqueles entre vocês em que isso se produz, dar uma forma de inquietude e não de sofrimento.  O desaparecimento – sem vocês mesmos desaparecerem em consciência – dos elementos habituais de vossos modos de funcionamento pode efetivamente ser muito desconcertante para aquele que está instalado, mesmo desperto, na ilusão da espiritualidade.

Esse mecanismo é muito preciso no nível da alma.  Ele se traduz, nas almas persistentes não dissolvidas, um processo de alquimia dos Elementos, dos Triângulos elementares dos Elementos no nível de vossa cabeça, que se dissolvem e se unem no nível do que é chamado a pequena Coroa, que é a imagem do coração.  Quando vosso caminho de ressurreição passa por esse caminho, e alguns de vocês o vivem por intermitência e isso vai  se tornar permanente já desde o mês de julho.

Sobretudo a partir do início das Teofanias perpétuas, vocês constatarão que alguns irmãos e irmãs vivem esse processo.  O olhar se vela, a força vos deixa, todavia com uma acuidade dessa consciência ordinária que se dissolve pela ação da Luz, podendo conduzir não a um sofrimento, mas bem mais a uma rebelião que não pode durar muito tempo, a um estado de raiva que também pode se manifestar.  Mas lembrem-se de que o resultado é o processo íntimo da íntase, que é o momento em que o Espírito se difunde na consciência ordinária, não podendo mais deixá-la persistir ou subsistir.

Assim, para muitos irmãos e irmãs esse processo começa e começará logo. Passados os primeiros dias ou os primeiros instantes de confusão, vocês renascerão em vosso coração de Eternidade, em vosso corpo eterno. Da mesma maneira que algumas resistências à Luz se traduzem pelos sofrimentos, as problemáticas físicas que vos foram evocadas, da mesma maneira, esse caminho particular de ressurreição não está relacionado a qualquer predação nem a uma origem estelar, mas simplesmente, na localização de vossa consciência ordinária, na adesão às espiritualidades deste mundo.

Esse processo, aparecendo como desconcertante e confuso para aquele que o vive e para aquele que o observa, desembocará inevitavelmente na paz do coração e na ressurreição, onde aí também, vocês verão por vocês mesmos e por vossos próximos, há um antes e um depois. Somente o durante pode parecer desconcertante e confuso porque esse processo de transubstanciação da matéria para o Espírito, com uma alma presente, se traduz por essa íntase, essa impossibilidade de mover mais ou menos pronunciada, essa impossibilidade de pensar ou de refletir mais ou menos pronunciada, e de qualquer modo sem desaparecimento como vocês podiam vivê-los antes. Frequentemente, será mesmo impossível desaparecer durante o sono.  O sono se produzirá como se vocês estivessem despertos.

Esse processo não está previsto para se instalar, nem mesmo para durar. Ele simplesmente traduz a alquimia interior daquele que, por seu posicionamento no efêmero, não exerce nenhuma predação por suas linhagens ou pelo seu comportamento, mas está simplesmente submetido a algumas ilusões que não são eternas.

Assim, se isso vos chega, vocês não podem dizer, como vos enunciou minha irmã Gemma, que é ou o sofrimento, ou a Alegria, porque nesse caso, não há nem sofrimento, nem Alegria, nem mesmo desaparecimento, há um estado quase letárgico.  Em linguagem corrente, vocês poderão chamar isso um estado comatoso. Isso não é um coma, certamente, mas um sentimento de não mais habitar seu corpo, de não mais estar em nenhuma parte, de estar enevoado.

Aí também, se isso vos concerne, aliás vocês o veem e o verão por vocês mesmos, vocês não podem se opor de qualquer maneira que seja, nem mesmo trazer uma solução para retornar ao estado anterior. Vocês vivem e viverão efetivamente, para muitos de vocês, esse processo de metamorfose, de estase pessoal, sem desaparecimento, antes mesmo do Apelo de Maria. Ainda uma vez, isso concerne apenas a alguns entre vocês. De fato é muito difícil de compreender, no momento em que se vive, porque justamente não há mais marcadores, nada funciona como antes. Há somente a impressão, para esses irmãos e irmãs que o vivem ou o viverão, uma impressão de nada, de real dissolução, de obstrução dos sentidos, de obstrução da energia, um sentimento de peso e lassidão, que corresponde completamente às íntases profundas que eu experimentei e vivenciei.

Isso concerne, como eu disse, não àqueles que têm as forças predadoras em operação neles, porque aí, é o corpo que é o suporte dessa transmutação. Neste caso presente, é uma transmutação da consciência : o Espírito toca o corpo, toca a alma, ainda que a alma não esteja voltada, isto é, se a atração da matéria e da ilusão ainda estiver presente. Isso se verá e se vê já nos irmãos e irmãs que no entanto já estavam na retidão e no coração, mas essa retidão e esse coração não se aplicam senão ao que eles conhecem, isto é a este mundo e suas experiências, mesmo nos planos sutis deste mundo.

A alquimia que se produz nesse momento, produz os resultados que eu lhes dei. A média dessa vivência não deveria exceder, para aqueles de vocês que deverão passar por essa etapa ou que a passam neste momento, o espaço de alguns dias, até mesmo uma semana.  Nesse período, vos convém, e aliás vocês não poderão fazê-lo, não refletir ; vocês não poderão refletir, vocês não poderão funcionar como vocês funcionavam ainda antes.

Se o questionamento vos deixa, se vocês pensam então em minhas palavras, ao que eu vos digo hoje se vocês tiveram a chance de escutá-las ou lê-las, vos será suficiente então permanecerem tranquilos, não buscar ir ao encontro do que se produz, pois no fundo de cada um de vocês que viverão isso ou que o vivem, há a certeza de que não há resistência à Luz.  Além disso não há real sofrimento do corpo a não ser, não a inflamação e os sofrimentos dos sentidos, mas como se o conjunto de vossos sentidos se encontrassem velados, no que concerne ao paladar, ao olfato, à visão, à audição, ou mesmo à percepção da energia.

É portanto o estado em que a lagarta forma seu casulo, como disse o Comandante. Essa é uma outra maneira de viver vossa ressurreição.  Cabe a cada um, eu diria, segundo suas crenças, segundo sua localização. Fundamentalmente, não existe nenhuma diferença de resultado entre aqueles entre vocês que vivenciaram as feridas físicas ou psíquicas, até mesmo os traumatismos físicos assim como eles vos foram detalhados à medida destes meses.  O resultado é exatamente o mesmo, mas sendo dado que não existe nenhuma resistência à Luz nesses irmãos e nessas irmãs, simplesmente um déficit de posicionamento na verdade do coração, qualquer que seja o estado de seu coração, isso se traduz por uma espécie, não de consumação da alma, mas de sideração da alma, que bem evidentemente, neste período o que deve ser vivenciado por alguns desses irmãos e irmãs, vai se traduzir por uma falta de alimentação de tudo o que fazia a pessoa em sua interioridade, conduzindo, como eu disse, à perda de todos os marcadores espaço-temporais espirituais.

Dessa confusão e dessa vacuidade, dessa transubstanciação que se produz, se realiza a ressurreição, antes mesmo do Apelo de Maria. Se isso vos concerne, então eu vos diria, se vocês têm essa possibilidade, e eu penso que de qualquer modo será muito difícil fazer diferentemente, fiquem tranquilos, tomem todo o tempo que vos é necessário, para o silêncio, do mental, das palavras, dos movimentos, permaneçam nesse estado de letargia particular sem buscar o que quer que seja, e enquanto isso, deixem simplesmente desenrolar-se o que se desenrola. Não se trata de doença, não se trata de resistências, mas de um processo que vos é particular, em que a alma não pôde se voltar até o presente, o que quer que tenha sido vivenciado, devido simplesmente às crenças tenazes, se posso dizer, na ilusão desse mundo e em suas leis espirituais quaisquer que elas sejam.

Essa íntase, pois isso é uma, se passará tanto melhor se vocês respeitam essa imobilidade, esse silêncio, essa ausência de questionamento. Então vocês constatarão muito rápido que vocês atravessam isso estando presentes, mas sem serem afetados, e vocês constatarão então que a cada dia, a cada hora, desde o instante em que vocês se mantêm tranquilos, algo de inteiramente novo e desconhecido emerge.  Não é senão vocês mesmos que aparecem enfim.

Se todavia, entre esses irmãos e essas irmãs, vocês antes tinham o hábito de sentir as vibrações, como a energia, vocês poderão ter o sentimento de se sentirem abandonados pelo que fazia vosso cotidiano, por vossa sensibilidade. Se vocês mantêm a calma, muito rapidamente vocês constatam que a Alegria emerge, vindo substituir então, ou se sobrepor em outros casos, ao mecanismo da íntase que, eu o repito, é uma forma de estase pessoal.  Lembrem-se de que é na estase que ocorre após o Apelo de Maria que muitos de vocês descobrirão a verdade e viverão sua ressurreição em eternidade, mantendo esse corpo ou não. É o mesmo no mecanismo que entra em operação, para aqueles entre vocês cuja alma estava habituada, por assim dizer, à matéria.

É portanto o Espírito que vem se sobrepor à alma, que vem se sobrepor ao corpo.  Esse processo é diferente daquele que eu descrevi, quando falei em minha posição de Estrela AL, do processo de reversão da alma e de sua dissolução.  O que explica que muitos entre vocês, tendo vivenciado e seguido tudo o que nós vos dissemos e tudo o que vocês vivenciaram, não puderam até o presente serem liberados, simplesmente pelos hábitos da alma enquanto que o coração podia estar vibrante.

Se vocês são concernidos por esse processo, retenham simplesmente isso, fiquem tranquilos, o mais frequentemente em silêncio, observando a vocês mesmos, sem cogitação, sem inquietude, dando livre curso ao que se desenrola.  Eu vos asseguro, vocês ainda não desaparecerão deste mundo, mas vocês renascerão neste mundo.  O Espírito vos trás a prova de sua primazia sobre a alma, de sua primazia sobre as leis deste mundo.  Vocês não estarão mais submissos à ação ou reação pois vosso corpo como vossa consciência não vos obedecerão mais. Portanto para nada serve entrar em resistência, mas bem mais fazer esse silêncio e deixar a Alegria sem objeto aflorar em vossa consciência, desabrochar e aparecer.

Quando desse processo que será dado a viver para alguns de vocês,  o Fogo Ígneo, em vosso renascimento, vos percorrerá e vos fará viver essa Alegria e esse Amor inextinguível que não pode ser sustentado pela pessoa.  Nesse sentido, no nível dos despertares, esses irmãos e essas irmãs foram os últimos. Eles serão os primeiros, como aqueles que viverão a última Graça do Apelo de Maria, porque neles, nestes irmãos e nestas irmãs, há a bondade, há a Infância, mas há a adesão ao que é falso. E esse é o único caminho possível de resolução, eu diria, dessa equação e desse estado, fazendo esses irmãos e essas irmãs descobrirem, após o retorno, o Amor verdadeiro não conhecendo nenhuma condição, e que acarretará então sem nenhuma dificuldade a dissolução da alma, e concorrerá, neste mês, a serem livres.

De fato eu concebo que algumas das manifestações da ação do Espírito em vossa carne e em vossa alma possam ser tão desconcertantes que elas podem, como eu disse, colocar-vos na raiva, e também fazer-vos pensar na doença ou na morte.  Através de vossa cooperação, ou seja vosso abandono ao que se produz – aliás vocês não poderão fazer diferente -, vocês provarão a vocês mesmos o que vocês são, e que não tem nada a ver com o que esses irmãos e irmãs puderam viver antes.

A qualidade desses irmãos e irmãs percebendo e sentindo a energia, a vibração e sua alma através dessas peregrinações, tornar-se-á muito mais afinada, a consciência será então estabelecida na supraconsciência.

Assim portanto, hoje eu vos digo, que isso seja através de dores, de sofrimentos, no caso o mais habitual de resistência, que isso seja no que acabei de descrever, a finalidade é a mesma dando-vos a viver antes do Apelo de Maria, o mesmo processo que se produzirá durante o Apelo de Maria.

No caso do que eu acabei de descrever, não há também de buscar causa, explicações ou solução, pois a única solução, nesse caso, é o silêncio e a tranquilidade, permanecer em paz, o que será tanto mais fácil porque  os sentidos estarão como obscurecidos e o mental se encontrará profundamente rarefeito.  Esse estado não acarreta sofrimento, ele não acarreta tampouco Alegria, enquanto ele não esteja concluído, o que poderia ser mais semelhante, como eu disse, a uma estase ou uma íntase.

Se isso chega ao redor de vocês, entre vossos próximos, entre vossos encontros, saibam que não há nada a fazer do exterior e que vocês não podem fazer nada do exterior, simplesmente deixar o processo se desenrolar com o mais de calma e tranquilidade possível. Qualquer que seja vossa idade, pois isso concerne a qualquer idade, desde a idade de 14 anos.

Nós entendemos que se isso acontece em um de seus filhos, por exemplo, ou em vosso cônjuge, que isso possa colocar problema em diferentes níveis, mas lembrem-se de que essa transubstanciação não durará mais do que uma semana, de maneira geral.  Vocês então terão a oportunidade de assistir à ressurreição daquele que vos é próximo. Eu poderia dizer que vocês ganharão largamente na troca e que aquele que o vive, certamente, não poderá mais duvidar de que ele é além deste mundo e não poderá mais duvidar de que tudo o que concerne a este mundo em meio ao conhecido, e mesmo em seus aspectos chamados « espiritualidade », são apenas do vento e da ilusão. Não restará mais nenhuma dúvida possível no interior desses seres que serão renascidos.

O conjunto desses processos que se vivem e que nós vos descrevemos agora, participa de maneira indubitável à realidade de vossa liberação.  Esses irmãos e essas irmãs que o viverão não poderão mais estar interessados ou ocupados em qualquer atividade exterior ou interior ligada à ilusão.  A ilusão então se apaga, para deixar o lugar à Verdade .

Infelizmente eu não posso dar-vos a porcentagem ou a frequência em que esse processo se produzirá, tanto a Alegria espontânea ou tanto as resistências manifestadas, mas isso representa, em definitivo, desde o mês de junho e sobretudo neste mês de julho, eu diria, os três casos possíveis. Existe um quarto, mas que não vos concerne, esse são os irmãos e as irmãs encarnados que dormem e que dormirão sem nenhuma dificuldade em suas vidas efêmeras, e aí permanecerão até o Apelo de Maria.

Os três casos mencionados, entre aqueles que vivem uma das Coroas, a vibração, ou quem tem uma conduta espiritual, até mesmo religiosa, estão concernidos por uma dessas três hipóteses : as resistências à Luz tocando as zonas precisas do corpo e da consciência, a Alegria imediata com regeneração do corpo, da consciência, sem resistência, ou então o terceiro mecanismo que eu acabei de vos descrever.  Nenhum é superior ao outro, nenhum é prejudicial.  Os três processos diversos vos conduzem ao mesmo lugar, a vosso coração e à Eternidade.

Esse processo pode se viver, no que concerne ao que acabei de evocar, em qualquer pessoa desperta, paradoxalmente, contrariamente àqueles entre vocês portadores de linhagens predadoras ou de hábitos predatórios, onde aí, as consequências pelo sofrimento do corpo são importantes. Nesse caso que eu exprimo hoje, não há nada de tudo isso. Haveria uma forma de nada onde tudo parece obscurecido, onde mais nada pode ser pensado, a não ser eventualmente algumas irritações e algumas raivas que não duram.

Há portanto neste período, para os irmãos e as irmãs despertos, três caminhos possíveis permitindo chegar ao Apelo de Maria liberados.  A resistência e os danos que vos foram dados no nível corporal, a Alegria indizível e permanente do êxtase onde tudo se regenera, mesmo no nível do que é efêmero, e a terceira maneira, terceiro caminho, que é aquele que eu acabei de descrever.  Esses três caminhos concernem à totalidade das irmãs e irmãos encarnados na terra tendo vivenciado no mínimo a ativação de uma Coroa. Esses três caminhos são para cada um de vocês a expressão a mais perfeita do mecanismo em operação conduzindo à ressurreição.  Essa ressurreição não é propriamente dita « ser liberado vivo » uma vez que de agora em diante, há a consciência do corpo de Eternidade, não nas deslocalizações da consciência, mas na Alegria exprimida, vivida e sentida de maneira constante em vossa vida.

Há portanto concretamente, se isso já se produz para vocês, um antes e um depois, quaisquer que sejam efetivamente as possibilidades de tergiversação, de hesitação, em todo caso para aqueles que vivem o caminho da resistência ao invés do caminho da Alegria. No que concerne ao caminho da íntase, isso  não faz diferença, uma vez que mais nada pode ser manifestado, uma vez que mais nada pode ser vivido como antes, uma vez que o corpo responde menos, uma vez que os sentidos se obscurecem, uma vez que o mental não pode mais entrar em ação. Esse processo é exatamente o inverso, eu diria, do processo chamado resistência, no caminho a viver para vossa liberação.

Vocês o sabem, a ascensão da Terra começou.  A finalização do processo iniciado desde 1984, há trinta e três anos, toca hoje seu fim último e inelutável.  Vocês o sabem, eu não posso dar-vos a data, mas está em curso. No que está em curso, há efetivamente uma cronologia, algumas etapas coletivas que devem ser passadas, qualquer que seja a ordem – nós esperamos essa ordem o mais harmoniosa possível para vocês e para nós.

Vocês vão ver de maneira cada vez mais frequente, ao redor de vocês como em vocês. Lembrem-se de que isso concerne apenas àqueles que estão despertos, e eventualmente àqueles que vivem o estado de Graça espontânea, pelas Teofanias.

O problema não é tanto para aquele que o vive, mas bem mais para aquele que não está desperto e que é próximo desse irmão ou dessa irmã que o vive. Porque bem evidentemente, na lógica da consciência e da vida neste mundo, isso pode vos aparecer como algo de grave.  Não hesitem em serem tranquilizados indo vocês mesmos ver quem de direito, para vos confortar na ausência de doença ou de problema. Isso vos evitará pensar que vocês têm algo, enquanto que simplesmente vocês estão prestes a se tornarem vocês mesmos.

À medida do avanço do desenrolar do tempo neste mês de julho, vocês constatarão que aqueles que são tocados por esse caminho, o vivem de maneira cada vez mais imediata, ou seja que não haverá mesmo período de instalação – como esse foi o caso no mês de junho e nestes dias passados – consistindo em declinar progressivamente na força física, no sentido, e no mental. Isso será de um instante para o outro, evocando não um problema médico, mas sobretudo um problema psicológico ou psiquiátrico, o perigo sendo de identificar esse irmão ou essa irmã próximo de vocês, que o vive, como tendo não sei qual anomalia física.  Não caiam nessa armadilha. Assegurem aquele que o vive, eventualmente pela medicina, mas não vão mais longe, tanto mais que esse período, eu vos disse, não excederá uma semana.

No que concerne aos três caminhos que eu acabei de completar hoje, esses três caminhos apresentarão, à medida dos dias que vão decorrer, um aspecto brutal e imediato, mesmo para os dois outros caminhos. É essa fulgurância da mudança de estado, que isso seja no nível do corpo, no nível de vosso coração ou de vossa consciência ordinária, que realiza a alquimia e que vos prova, se vocês não estão liberados, que somente o Absoluto é Verdade. Esse processo vai aparecer cada vez mais claramente para aqueles que devem vivê-lo, a partir do instante em que as Teofanias das 20 horas serão realizadas sobre a terra. Alguns de vocês tiveram um pequeno avanço mas esse processo será consideravelmente acelerado, se posso dizer, em alguns dias.

Isso procede exatamente dos mesmos processos do que vos foi comunicado pelos Anciãos, a respeito das últimas técnicas e últimos exercícios a praticar, para aqueles que o sentem e experimentam a necessidade deles.  Isso participa do mesmo processo do que os elfos vos propõem de agora em diante na orla de seu vilarejo.  Trata-se do Amor e de nada mais, quaisquer que sejam as aparências, quaisquer que sejam as ilusões.  O Amor, e isso vos foi dito – o que vocês são -, vos quer inteiramente e totalmente. Não é mais tempo de tergiversar, não é mais tempo de hesitar, não é mais tempo de refletir, o tempo é para a instantaneidade, vindo confortar a espontaneidade e o Caminho da Infância, e concorrendo à vossa autonomia.

Eu vos convido também, se vocês têm a ocasião, porque hoje eu não tenho o tempo de me estender nisso, e se isso vos interessa, de ler alguns elementos de minha vida, não através das frases que eu pude pronunciar, mas através dos estados que eu provei e vivenciei ; vocês terão informações importantes. Para aqueles que, nos primeiros tempos em que eu vivia essas íntases, chamavam as ambulâncias, chamavam os médicos, chamavam socorro. E bem evidentemente, como eu reproduzia esses episódios regularmente, e às vezes durante muitos anos, mais ninguém se interessava por mim porque eles sabiam que eu retornaria.  Eu não tinha propriamente dito de viver as transformações que vocês vivem, mas todavia o resultado era o mesmo, eu estava absorvida no Espírito de Verdade. É o que vos chega, que isso seja por este caminho ou pelos outros caminhos, quer vocês sejam liberados vivos ou simplesmente tenham sentido de vez em quando uma de vossas Coroas.

Esses três caminhos, como as últimas técnicas que vos foram comunicadas, visam realmente vos fazer descobrir a Verdade, sem fardos nem falsos pareceres, sem nenhuma crença e sem nenhuma suposição ou projeção.

Aí estão os elementos que eu queria vos dar em relação aos três caminhos possíveis entre os irmãos e irmãs despertos da Terra.  Se em relação ao que eu acabei de exprimir e de vos comunicar, colocam-se questões, no interior de vocês, que podem esclarecer-vos ou esclarecer outros irmãos e irmãs, então eu vos escuto agora.

… Silêncio...

Esperando vossas questões, eu reproduzo aqui mesmo, como aí onde vocês estão, escutando ou lendo, o que não é uma Teofania mas que está ligado ao que eu chamei « íntase ».

… Silêncio...

Irmãs e irmãos encarnados, se não há, em vocês, necessidade de explicação ou de informações complementares, então eu me retirarei.


Há uma questão.

Eu escuto.


Questão : o Fogo do Coração faz parte dos fenômenos da íntase ?

No retorno da íntase, sim, não durante a íntase. Ou então de maneira muito leve, como uma pressão ou um formigamento, seja sobre o chakra do coração, seja sobre uma das Portas, AL, Unidade ou ER, às vezes as três, às vezes no centro do coração, dando-vos a percepção, não da Coroa radiante do coração ou do Fogo do Coração, mas do que é chamado o chakra do coração muito simplesmente.


Questão : viver a íntase permitirá a transparência ?

Haverá, como eu disse, um antes e um depois. Vocês o verão, se vocês estão no exterior, se é um de vossos próximos quem o vive, e se vocês mesmos o vivem, vocês o constatarão sem nenhuma dificuldade.


Questão : se vivemos essa íntase e essa ressurreição antes do Apelo de Maria, como se passarão o Apelo de Maria e os três dias ?

Com felicidade, elegância e facilidade. Isso será a mesma coisa, mas vocês irão muito mais longe, por assim dizer, muito mais longe dentro de vocês. É simplesmente um mecanismo individual que toma lugar neste mês, devido à ausência, no momento, da visibilidade do sinal celeste.

No momento do Apelo de Maria e da estase coletiva, o resultado será idêntico.  Aliás eu os lembro que ninguém poderá se opor à sua própria estase, no momento dos três dias. Haverá somente, aí também, da mesma maneira, três caminhos possíveis, antes de desaparecer. Mas o desaparecimento se fará, para aqueles que estão na Alegria, nos primeiros minutos. Para aqueles que ainda terão resistências, em um máximo de doze horas.  Para aqueles que vivenciaram a íntase, isso será imediato. E para aqueles que nada vivenciaram os três serão possíveis, a finalidade sendo sempre a mesma.


Questão : isso poderá ajudar outros irmãos e irmãs testemunhas ao redor de nós ?

No retorno da íntase, sim. O único problema, eu o disse, é para aqueles entre vocês que o viverão e que têm ao redor deles os seres ainda não despertos, porque isso é muito desconcertante, assim como a Alegria pode ser desconcertante.  Somente o sofrimento é habitual, e aqueles que passam pelo sofrimento, nesse processo, em um desses três caminhos do sofrimento do corpo ou da consciência, isso não fará diferença – para aqueles que dormem, em todo caso, isso não fará nenhuma diferença, eles terão a impressão de que vocês quebraram alguma coisa ou que vocês têm um problema de saúde. Nada será visível do exterior.

Aqueles que estão em alegria, pelo contrário, é visível do exterior, e retenham bem que a Alegria pode ser profundamente desestabilizante para aquele que está ancorado na ilusão, sobretudo que essa Alegria é sem objeto, sem condição, então as alegrias deste mundo são sempre condicionadas e relacionadas a uma satisfação.

… Silêncio...

Não há mais questões.

Então nós permanecemos alguns instantes assim. Esta é minha maneira de honrar vossa presença e vosso coração.

… Silêncio...

Eu terminarei todavia por algumas palavras, antes de vos render graças por vossa escuta : mesmo se ainda não vos chegou, vocês podem suspeitar o caminho que vai se produzir para vocês.  Além disso, alguns entre vocês começaram o caminho da resistência pelos sofrimentos, eu falo do conjunto dos despertos da terra. Aqueles que estiveram de algum modo na negação da Verdade absoluta passarão, como eu disse, pela íntase. Aqueles que foram liberados vivos, realmente e concretamente passarão pela  Alegria. Aqueles que exerceram, qualquer que seja o nível vibratório e de ativação das Coroas, em suas vidas, nesta vida aqui, por qualquer forma de predação que seja, passarão pelo sofrimento.  Qualquer que seja o caminho, trata-se de uma forma de resolução expressa do antagonismo e do face à face.

Então, eu me dirijo a cada um de vossos corações, no coração do Um, eu vos rendo graças e eu vos abençoo.

Enfim essas algumas palavras, as últimas : como minha irmã Gemma e como outras irmãs, nos domos, na orla dos vilarejos élficos, eu também estarei presente, para aqueles entre vocês para quem isto é necessário. Eu vos amo.

No amor da Verdade, eu vos saúdo e até breve. 


***

Tradução do Francês: Ligia Borges
https://lestransformations.wordpress.com/2017/07/03/ma-ananda-moyi-juillet-2017/


PDF (Link para download) : Ananda Mayi Ma - Julho 2017

8 comentários:

  1. O sono se produzirá como se vocês estivessem despertos.
    .........
    Vocês não poderão refletir, vocês não poderão funcionar como vocês funcionavam ainda antes.
    .........
    Além disso não há real sofrimento do corpo a não ser, não a inflamação e os sofrimentos dos sentidos, mas como se o conjunto de vossos sentidos se encontrassem velados, no que concerne ao paladar, ao olfato, à visão, à audição, ou mesmo à percepção da energia.
    .........
    Vai se traduzir por uma falta de alimentação de tudo o que fazia a pessoa em sua interioridade, conduzindo, como eu disse, à perda de todos os marcadores espaço-temporais espirituais.
    .........
    Vocês não estarão mais submissos à ação ou reação pois vosso corpo como vossa consciência não vos obedecerão mais.
    .........
    Esse estado não acarreta sofrimento, ele não acarreta tampouco Alegria, enquanto ele não esteja concluído, o que poderia ser mais semelhante, como eu disse, a uma estase ou uma íntase.
    .........
    Vocês o sabem, a ascensão da Terra começou. A finalização do processo iniciado desde 1984, há trinta e três anos, toca hoje seu fim último e inelutável.
    .........
    Lembrem-se de que isso concerne apenas àqueles que estão despertos, e eventualmente àqueles que vivem o estado de Graça espontânea, pelas Teofanias.
    .........
    No momento do Apelo de Maria e da estase coletiva, o resultado será idêntico. Aliás eu os lembro que ninguém poderá se opor à sua própria estase, no momento dos três dias. Haverá somente, aí também, da mesma maneira, três caminhos possíveis, antes de desaparecer. Mas o desaparecimento se fará, para aqueles que estão na Alegria, nos primeiros minutos. Para aqueles que ainda terão resistências, em um máximo de doze horas. Para aqueles que vivenciaram a íntase, isso será imediato. E para aqueles que nada vivenciaram os três serão possíveis, a finalidade sendo sempre a mesma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão, Ma Ananda falou de irmãos e irmãs em predação, que utilizam a predação, esses passarão pela dor, sofrimento... Mas uma pergunta faço a mim mesmo... Esse mundo todo é predador, porque em si foi criado pelos Arcontes (dracos e reptilianos), a humanidade num todo tem cultura reptiliana, tem hábitos reptilianos, tem leis e uma vida reptiliana. Então como se qualifica alguns tem processos de predadores? Quais são esses processos predadores em nossa vida, que Ma Ananda e outros se referiram? Confesso que fiquei confuso.

      Excluir
  2. Hoje Sou Robin Hood18 de julho de 2017 12:31

    Ola gatinhossss,entao vim aqui da um testemunho breve pra glra que esta nessa caminhada sem caminho,soltao na floresta.Entao ontem de madrugada antes de dormir estive resolvendo algumas coisinhas com relaçao ao masculino e feminino,logo apos isso me virei pra dormir e pude sentir o ponto nas costas acho que o eh ER no centro um pouco acima da lombar,em seguida adormecir.Nao lembro quanto tempo depois começou o "inesperado", minhas costas do calcanhar ate a nuca ficaram extremamentes leves (como se fosse um arrepio constante que ia aumentando a medida em que eu deixava desenvolver),logo me encontrei dentro de um enorme estabelecimento(como se fosse um galpao)deitado em alguma coisa,em seguida senti a presença de um ser muito grande às minhas costas que sustentava essa sensaçao de arrepio muito "boa" por sinal,entao procurei indentificar o que era e de inicio achei que seria um dragao pelo seu "Tamanho",eu nao pudia ver nenhuma forma somente uma presença muito grande...enfim, deixei que tudo continuasse e ai por um momento eu comecei a gritar "Maitreya , maitreya,maytreia ( ate entao nunca tinha visto esse nome pois nunca fui adepto de espiritualidade e tambem nunca li muitas msgs dos intervienientes ate o começo do ano,so quando acordei que procurei)resumindo,comecei a sentir como se fosse uma ativaçao em minhas omoplatas atrelado ate uma sensaçao do dor,mas deixei continuar e uma energia começou a percorrer todo meu corpo como se estivesse literalmente ativando todo lugar por onde passava,causando ate certas dores tambem,todas suportaveis,ate que parou em minha arcada dentraria superior,e nesse momento tal ser me pedia para que eu fechasse a boca,entao me dei conta que estava com a boca aberta na cama constantando a veracidade do que me acontecia e deixei continuar,porem quando tentava fechar a dor era grande e eu nao podia manter...resumindo,acredito que a energia depois se completou e eu entrei em um "sonho" sem tais sintomas agora,no qual um sujeito me cobrava um preço por um caminhao de carga,era de noite,e quando eu ia pegar o caminhao o sujeito me roubava e levava meu caminhao meio que "rindo" ate brincava comigo freiando o caminhao e quando eu me aproximava ele acelerava... Enfim acordei,era ainda de madrugada e a energia ainda estava sobre as minhas costas,a sensaçao era extremamente boa,e pude ate deixar uma lagrima cair de tamanha evidencia do que eu acabava de viver,um misto de muita alegria e satisfaçao.Pude associar o sonho ao "ladrao que vem a noite",realmente nao sei oq aconteceu,qual foi a finalidade disso,mas estejam na certeza da paz eterna.

    ResponderExcluir
  3. Se todavia, entre esses irmãos e essas irmãs, vocês antes tinham o hábito de sentir as vibrações, como a energia, vocês poderão ter o sentimento de se sentirem abandonados pelo que fazia vosso cotidiano, por vossa sensibilidade. Se vocês mantêm a calma, muito rapidamente vocês constatam que a Alegria emerge, vindo substituir então, ou se sobrepor em outros casos, ao mecanismo da íntase que, eu o repito, é uma forma de estase pessoal. Lembrem-se de que é na estase que ocorre após o Apelo de Maria que muitos de vocês descobrirão a verdade e viverão sua ressurreição em eternidade, mantendo esse corpo ou não.
    *****
    Depoimento que parece que se encaixa neste caso:
    A auto instalação no agora desencadeia uma Alegria que possibilita a consciência manifesta agir sobre a consciência manifestada de uma maneira que parece que há um observador extremamente experiente participando da ação, dando assim, uma quase irrealidade ao fato. Muito extremo e invivente (se é que existe a palavra). Vivências bem difíceis de serem narradas.

    Fiquem na Alegria incontida.
    OHGLORIA, OHGLORIA, OHGLORIA!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora o miocárdio20 de julho de 2017 14:41

      Hmmm ótimo, tamo junto rsrssss

      Excluir
  4. " A etapa que se abre para vocês, neste mês de julho, visa fazer-vos reencontrar o Silêncio e a Eternidade na Paz do Coração.
    "É um mecanismo íntimo que está diretamente relacionado à alquimia do corpo com o Espírito, ou com a alma se ela ainda está presente.
    "Além da Paz e da Alegria da qual vos falou minha irmã Gemma, o mecanismo atual, falando em termos simples, é um mecanismo de Interioridade e de Interiorização, onde o conjunto de vosso personagem e de vossa pessoa é literalmente Reabsorvido no Coração.

    "Mesmo se ainda não vos chegou, vocês podem suspeitar o caminho que vai se produzir para vocês. Além disso, alguns entre vocês começaram o caminho da Resistência pelos sofrimentos, eu falo do conjunto dos Despertos da Terra. Aqueles que estiveram de algum modo na negação da Verdade Absoluta passarão, como eu disse, pela Íntase. Aqueles que foram Liberados vivos, realmente e concretamente passarão pela Alegria. Aqueles que exerceram, qualquer que seja o nível vibratório e de ativação das coroas, em suas vidas, nesta vida aqui, por qualquer forma de predação que seja, passarão pelo sofrimento.
    "Qualquer que seja o caminho, trata-se de uma forma de resolução expressa do antagonismo e do face à face.

    "O conjunto desses processos que se vivem e que nós vos descrevemos agora, participa de maneira indubitável à realidade de vossa Libertação.
    "Esses irmãos e essas irmãs que o viverão não poderão mais estar interessados ou ocupados em qualquer atividade exterior ou interior ligada à ilusão.
    "A ilusão então se apaga, para deixar o lugar à Verdade."

    ResponderExcluir
  5. Ma Ananda sempre maravilhosa
    vamos que vamos
    Rendo Graças

    ResponderExcluir