ERELIM - Dragão - Maio 2017


Erelim - Dragão - Maio 2017
Mensagem de 09 de maio de 2017 (publicada em 27 de maio)
Origem francesa – recebida do site Les Transformations


Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio


Eu sou Erelim, dragão do Fogo da Terra.

Saudações a vocês humanos da Terra, chamas de Eternidade.

Eu já tive a ocasião de conversar com vocês de diferentes coisas. Minha intervenção desse dia está em relação, vocês suspeitam, com as Teofanias. Vocês sabem, nossa função no nível do ajustamento da Terra, prévia a sua ascensão e sua expansão, está terminado. Nós nos ocupamos desde agora, e desde pouco tempo, de regular, se eu posso dizer, os fluxos de lava dos vulcões a fim de harmonizar, lá também, esses fluxos. Nós estamos então prestes a elevar a pressão que era exercida pelo fato do confinamento, que existe no nível desta camada intermediária da Terra.

O Fogo para nós dragões, é nosso Elemento. Alguns povos ditos extraterrestres podem também se estabelecer no seio dos vulcões sem nenhuma dificuldade. Hoje, no que diz respeito a vocês, vocês povo humano da Terra, é possível e permissível de realizar conosco, dragões, e além de minha modesta presença, sobre o conjunto do povo dos dragões, os mecanismos da Teofania. Eles não serão em relação unicamente com o êxtase e a beatitude da Teofania, mas bem mais em relação com o desdobramento do Fogo Ígneo, correspondente a elevação de seu Coração Ascensional e a liberação de uma parte de seu corpo, concernente a tudo o que se desenrola neste estágio de seu corpo, quer dizer o peito.

Estabelecer uma Teofania conosco e da mesma maneira como para as fadas, vocês podem se servir de meu nome ou de todo outro nome de dragão que lhes foi comunicado, para estabelecer esta Teofania. Nossa Teofania tem certa particularidade, como as fadas, que não é a leveza e a beleza, mas o poder do Verbo e do Fogo, o Fogo Ígneo, o Fogo do Espírito. Façam apelo a nós já enquanto experiência, vocês retirarão, é claro, alguma coisa, mas, sobretudo, façam apelo a nós quando de suas Teofanias quando há necessidade, não de se sentir mais leve, mas muito mais, eu diria, no Espírito do Fogo, não o fogo devorador que destrói, mas o fogo que eleva e que ilumina a Verdade.

Nossas Teofanias, vocês compreenderam, além do ato do coração a coração, de comunhão, vai elevar o Fogo Ígneo em vocês e terminar, de alguma forma, a imagem do que nós realizamos agora, não mais sobre os buracos da terra que nós temos realizado, mas diretamente sobre os vulcões... O processo é análogo em vocês. O fogo vital é substituído pelo Fogo vibral, o Fogo vibral se torna o Fogo Ígneo, em sua alquimia entre os dois fogos anteriores. É esse Fogo Ígneo que nós, dragões, propomos elevar em vocês. Esta elevação não é um alivio, mas bem mais uma densificação do Espírito no seio mesmo de seu plano de manifestação, a fim de colocá-los, de alguma maneira, sob a direção de seu Espírito, quer dizer, de Eternidade, que isso seja no seio de sua consciência e da Infinita Presença, como de seu corpo físico, como da totalidade de sua consciência.

O Fogo Ígneo coloca em funcionamento o veículo ascensional e pode também colocar em movimento o que lhes foi proposto por Metatron em relação ao impulso Metatrônico. O Fogo Ígneo vem consumir algumas resistências, mas não no nível da alma ou do Espírito – que não existem em outros lugares – como de preferência da complexidade da alma e do Espírito, mas para agir diretamente sobre seu peito nesses diferentes fogos. Esse Fogo Ígneo, esse Fogo do Espírito, no curso das Teofanias, vai permitir liberar, de alguma forma, os últimos elementos não liberados em seu peito em relação à alquimia entre seu corpo físico e esta parte de seu corpo de Existência.

Não se trata, aí, somente de uma ação tal como eu lhes propus quando de minha última intervenção concernente a nossa ação no interior de vocês. Não se trata não mais de um contato tal como vocês puderam vivê-lo vindo nos fazer uma visita ou quando nós lhe fazemos uma visita entre vocês. Trata-se desta vez, não de uma simpatia, se eu posso dizer, em relação a sua linhagem do Fogo, trata-se verdadeiramente de um ato particular correspondente ao que nós realizamos no nível dos vulcões, quer dizer um ajustamento e uma harmonização dos diferentes fogos no nível de seu peito.

Isso permitirá fazer ressoar, se posso dizer, de maneira mais viva e mais evidente seu coração de Existência, o famoso tetraquihéxaedro que, certamente, nós, enquanto dragões, possuímos idêntico ao seu. A coloração de nossa Teofania é então de resolver, se posso dizer, as alquimias se produzindo nesse momento mesmo em seu peito, e prévias ao Apelo de Maria.

Essas Teofanias não podem ser espontâneas, contrariamente as Teofanias espontâneas que vocês podem estabelecer entre vocês e que se estabelecem por elas mesmas. Essas são as Teofanias que eu qualificaria também, como aquelas de Maria, programadas, a diferença é que vocês as programam. Eu aconselho vocês, além disso, para realizar essas Teofanias, escolher de preferência uma posição deitada e confortável. Devido às vibrações geradas, não é desejável ficar sentado, mas bem mais de estar em posição deitada com as pernas e os braços descruzados, e é claro, seus olhos fechados.

Nossas Teofanias se realizam também de maneira quase instantânea, mas sua duração poderá lhes parecer às vezes um pouco longa, a alquimia dos fogos no seio de seu peito se desenrola em tempo sucessivo, etapa por etapa, se eu posso dizer, quando de uma mesma Teofania, e que toma em termos de duração de tempo, um pouco mais de tempo do que as Teofanias habituais ou espontâneas que vocês conduzem entre vocês. A duração é certamente menos longa que as chamadas Teofanias programadas de Maria e da Confederação Intergaláctica dos Mundos Livres. Eu diria que o ideal seria permanecer assim deitado durante quinze minutos. Não ultrapassar esse tempo é também, vocês verão, uma forma de exigência, mesmo que o processo não esteja terminado, a fim de não consumir, se eu posso dizer, inutilmente, outra coisa que os aspectos físicos em seu peito.

O processo de Teofania, conosco, dragões, se parecerá – vocês o viverão – com o impulso Metatrônico, mas ele não se desenrolará no nível disso que é chamado a Porta KI-RIS-TI, mas no centro do Triângulo da tri-Unidade, quer dizer precisamente entre o coração e a Porta ER, sobre esta linha, sobre esta zona, no nível cutâneo como no interior de seu coração. 

A Teofania realizada conosco é um Fogo. Esse Fogo, como eu acabo de dizer, tem uma ação preferencialmente sobre a alquimia dos três Fogos e a alquimia física de seu peito. Esse Fogo pode também, em certos casos, se tornar sensível no nível do que vocês chamam o calor, que isso seja no coração, no nível de uma das Coroas e também no nível da cabeça. E também – mas eu não posso lhes garantir que isso se produzirá quando da primeira Teofania conosco, nem mesmo ulteriormente, mas segundo uma sequência que é própria a vocês e que é diferente para cada um –, o terceiro lugar sendo, é claro, seu sacro.

É através desse triplo estágio que se realiza em vocês a alquimia, em seu peito, do fogo vital, do Fogo vibral e do Fogo Ígneo, conduzindo vocês ao que foi chamado o Fogo do Éter primordial, correspondente em parte a isso que lhes desenvolveu a fada que interveio antes de mim. Não há sequencias particulares a respeitar, nem intervalos particulares, porque também isso depende de cada um de vocês, de suas intenções, disso que vocês vivem e provam nesses momentos.

Nossas Teofanias não estão destinadas, não mais para vocês todos, despertos, mas é função, eu diria, da montagem de seu corpo de Existência e das diferentes vibrações as quais ele é portador e isso está diretamente ligado à suas origens e à suas linhagens.

Essas Teofanias são então destinadas, como para os vulcões, a regular a intensidade do Fogo e a intensidade do processo chamado transubstanciação de seu corpo físico em direção ao corpo de Existência, permitindo acelerar o movimento de transformação disso que é chamado carvão, ou carbono e o silício, o silício sobrepondo-se, vocês sabem, progressivamente sobre o carbono. Eu lembro vocês que o magma dos vulcões é constituído essencialmente deste silício em fusão, não unicamente, mas é certamente um dos elementos essências.

É claro, os encontros conosco no seio da natureza são sempre possíveis e experimentáveis até a satisfação, segundo seus desejos. A Teofania do coração não tem necessidade de ser realizada aí não mais no nível de nossos lugares de encontro, sobre nossas comunidades, mas serão realizadas preferencialmente entre vocês. Contrariamente as fadas, não há horário privilegiado, não há dia privilegiado, e novamente, não há intervalo porque cada intervalo será diferente para cada um. Alguns entre vocês não provarão a necessidade de realizar uma Teofania conosco, não vai ao encontro do que vocês sentem. Não se trata aqui de fazer uma experiência para ver, mas bem mais de uma alquimia dos Fogos como eu disse, e esta alquimia dos Fogos, novamente, é diferente para cada um de vocês em ressonância direta com sua origem estelar e as suas linhagens.

Esta comunhão de coração a coração não está completamente sobreposta a isso que vocês talvez viveram quando de nossos contatos e encontros. O processo não está diretamente ligado mais, não a nossa especificação, mas bem mais na ressonância de nosso coração de Existência com seu coração de Existência, e é então independente das características que nós trazemos aqui sobre esse mundo e reenvia diretamente ao Fogo da Criação, a primeira manifestação, antecipando e preparando aí também, se eu posso dizer, o momento de sua grelha-planeta final, mas também do Apelo de Maria.

Não é questão de leveza, mas bem mais aqui, conosco, a intensidade e o poder. Eu especifico, aliás, que a Teofania durante uns quinze minutos pode ser interrompida bem antes no caso de percepção exagerada do Fogo, em qualquer Fogo que seja: calor, formigamentos, ondas de calor, subida do Fogo até a cabeça. Esta elevação do Fogo até a cabeça corresponde também a um dos estágios aos quais a Teofania e a comunhão pode ter uma ação. Mas no início, cuidem para que esta alquimia própria de nossas Teofanias se desenrole no peito, mas nem no sacro nem na cabeça, isso quer dizer que há uma liberação  do Fogo pela importância da Teofania, é desejável parar a Teofania por vocês mesmos em lugar de deixar esse Fogo ganhar os três estágios imediatamente, o momento da grelha-planeta final não tendo chegado ainda, é claro.

Esse Fogo, como eu disse, é um Fogo que visa a transubstanciação de sua matéria, de seu corpo físico, e cabe a vocês ajudar no processo de isolamento ligado a sua liberação no momento do Apelo de Maria ou, de maneira mais geral, no momento da grelha-planeta final.

Eis simplesmente o que vim entregar-lhes, é muito curto e eu consagro o resto de minha intervenção aos seus questionamentos relativos a essas Teofanias conosco, dragões. Se há necessidade de especificar o que quer que seja não hesitem.

...Silêncio...

Eu especifico também que se, quando de uma Teofania, o Fogo transborda muito rápido em direção a cabeça ou em direção ao sacro, eu lhes disse para cessar a Teofania e nesse momento para reativar uma Teofania, por exemplo, com as fadas, ou com Maria – as Fadas pela leveza, Maria pela Água – permitindo então ajustar a dose liberada por nossa Teofania  por alguma coisa diferente e necessitará uma conduta diferente também, e que não será a mesma para cada vez. Cabe a vocês observar o que se produz e decidir.


Questão: no início da Teofania, eu senti os pesos nos pés. É devido a Teofania?

Sim. Vocês sabem, os laços ou os braceletes nos tornozelos ou nos punhos estão reativados para alguns de vocês a fim de que justamente vocês não estejam no processo de grelha-planeta final antes da hora. Isso não é uma humilhação para impedi-los de partir, entre aspas, somente, mas bem mais para evitar que o processo de Liberação ou de Ascensão que concerne a vocês não termine no momento, mas siga assim mesmo um ritmo, ao menos até o Apelo de Maria, mais ou menos comum.

Vocês poderão, aliás, constatar que quando de suas Teofanias conosco, existe uma possibilidade de sentir os braceletes, mais frequentemente nos tornozelos, como também nos punhos. Isso permitirá aí também limitar a expansão do Fogo do Espírito, do Fogo Ígneo, além do estágio crítico e em curso de Teofania.


Questão: no inicio de sua Teofania, eu senti um forte queimar no nível do sacro, do KI-RIS-TI e nas omoplatas.

Aí, isso está ligado a minha presença. Assegure-se, quando você realizar sua Teofania em posição deitada – é para isso que aí, sua posição não está verdadeiramente adaptada, nesse lugar -, você constatará que mesmo que o Fogo nasça ao mesmo tempo no sacro, ele subirá muito rápido no coração. Isso é somente se ele desce no sacro nesse momento é necessário parar a Teofania. Mas sua posição sentada, que é a sua no momento... Eu aconselharia, aliás, para aqueles que me escutarão e me ouvirão, ou me lerão, de fazer na posição deitada também, a fim de evitar que o Fogo não se eleve  ou desça muito rápido no nível do sacro ou da cabeça.


Questão: esse Fogo pode também se manifestar pelo aumento do ritmo cardíaco?

Sim. Se o coração acelera muito, quer dizer além de 120 pulsações/minuto, é aí desejável também adiar a Teofania ou mudar de Teofania. Vocês devem regular o mecanismo de maneira muito delicada; eu lhes dei alguns elementos, as fadas lhes deram outras relativas a nossas particularidades, se eu posso dizer, nessas comunhões ou nessas Teofanias. Cada um deve experimentar o que ele sente, e adaptar, se é experimentado, as sensações. Se o Fogo é muito intenso coloquem a leveza, ou coloquem a Água. Quando eu digo coloquem a Água, pode se tratar também de aplicar a água em certas regiões do corpo, de lavar as mãos e os pés, por exemplo, ou então de fazer apelo a uma Teofania ligada ao Elemento Água, quer dizer Maria ou outras Estrelas ligadas a este Elemento, ou ainda as fadas pela leveza e sua constituição, na sua Teofania, permitirão organizar os Fogos e então limitar esta expansão muito rápida dos Fogos nesses processos alquímicos.


Questão: essa manhã, deitado na grama em seu lugar, eu senti um calor no nível do sacro. Isso era o efeito de uma Teofania ou outra coisa?

Era outra coisa. A Teofania, vocês sabem, passa pelo coração, mesmo que depois haja fuga, se eu posso dizer, no nível dos dois outros estágios. Ao contrário quando você se coloca deitado ao sol, na natureza, e mesmo fora, eu diria, do lugar onde vive nossa comunidade, vocês irão efetivamente sentir as coisas diferentes do que se produz quando vocês têm os pés no chão, sentado ou de pé. Vocês irão efetivamente sentir o Fogo da Terra, quer dizer no nível do sacro. Eu lhes falei há pouco de suas Teofanias em posição deitada e efetivamente, é preferencial em vocês, em sua cama, do que diretamente no chão da natureza, porque de qualquer maneira, nesse momento, o Fogo da Terra se despertará no nível do sacro, mesmo na posição deitada.

...Silêncio...

Vocês tem outros questionamentos relativos ao processo de nossas Teofanias que eu acabo de lhes descrever?


Questão: quais linhagens são mais competentes para as Teofanias com vocês?

Se vocês são portadores de uma linhagem predadora, isso é completamente indicado e mesmo fortemente aconselhado. Agora, não há linhagens mais indicadas, se eu posso dizer, ou as origens estelares mais indicadas, mas se uma de suas linhagens está em relação com o mundo dos dragões ou dos Dracos, necessariamente indicados. Para todo o resto, cabe a vocês experimentar, observar e concluir o que é para concluir, eu não posso especificar outra, mas eu aconselho vocês de qualquer maneira a fazer pelo menos uma vez a experiência. É no decorrer desta experiência da Teofania, que vocês decidirão, em função de sua vivência, em função dos resultados, se isso é desejável ou não prosseguir.

Para um número de vocês, uma Teofania poderá ser suficiente para ativar totalmente o que pode ser ativado no nível do coração, e se repercutirá muito rápido no nível do sacro e da cabeça, sobretudo, se existe em vocês uma linhagem ligada com a predação. Eu não falo de sua pessoa ou de sua vida nesse mundo, mas aí verdadeiramente de suas linhagens ou de sua origem estelar. O número é variável também para cada um, a frequência também, não há horário contrariamente as fadas. Não há o momento privilegiado, há simplesmente o resultado que vocês percebem no momento onde a Teofania se produz conosco, pela ressonância das diferentes zonas de seus corpos.

Se vocês respeitam o que eu disse durante a minha intervenção, não há nenhum risco de viver a grelha-planeta em seguida. Eu aconselho vocês também, após as Teofanias conosco, e antes também, de absorver um grande copo de água, antes e depois. Isso não é indispensável, mas permitirá viver, eu diria, nossas Teofanias de maneira mais harmoniosa para suas estruturas físicas e para suas estruturas de Existência.


Questão: há um tempo mínimo para respeitar entre 2 Teofanias com vocês, povo dragão?

Não aí também é em função de seu sentir, de sua vivência e dos resultados. Isso pode ser feito, eu diria, no extremo diversas vezes por dia se vocês não sentem nada e se o Fogo não transborda. Isso pode ser uma vez somente, como isso pode ser espaçado de um dia, de uma semana, mas raramente mais. Não esqueçam que vocês têm somente pouco tempo antes do fim das Radiâncias Arcangélicas, então o número de vezes será limitado. Cabe a vocês gerar inteiramente e em toda autonomia essas Teofanias. Elas não são indispensáveis, mas elas são específicas disso que eu disse, um pouco como as fadas lhes disseram relativo a vocês.

...Silêncio...

Se vocês não têm outras questões sobre o processo que eu lhes expus, vai ser tempo então para mim de saudá-los.

Eu lhes transmito, com alegria, minhas saudações.

Eu honro sua Presença, eu agradeço o seu escutar e eu canto com vocês sua liberação. Eu sou Erelim, dragão do Fogo da Terra.

...Silêncio...

Antes de desaparecer, permitam-me adicionar um ponto que eu omiti. Vocês podem chamar Erelim, mas ao contrário das fadas, eu não lhes peço chamar-me especificamente, porque nós somos muito mais numerosos do que as fadas sobre a terra, e chamem simplesmente “o dragão”, e não somente Erelim. Eu agradeço vocês.


***



Tradução do Francês: Mariana Anzzelotti
https://lestransformations.wordpress.com/2017/05/11/erelim-dragon-mai-2017/ 


PDF (Link para download) : ERELIM - Dragão - Maio 2017

11 comentários:

  1. Como bem disse “o dragão”, esta Teofania não é para todos (rs)...

    ResponderExcluir
  2. E ressoou: “o dragão, o dragão, o dragão’....
    Quanta ajuda, né?

    ResponderExcluir
  3. Olá irmãos e irmãs da unidade. Apenas gostaria de dar o meu testemunho, no aqui e agora eu já passei por estes sintomas, e diria a cada um de vós muita confiança em seu Ser, muito acolhimento de coração para coração. Eis o que posso dizer a cada um que viverá o fogo vital para vibra para ígneo.

    ResponderExcluir
  4. Dragão Erelim, isso vai queimarrrrrrrrrrrrrrrrr

    ResponderExcluir
  5. como efetuar uma teofania...tem algo a se praticar? fazer? pensar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Xurem, cada uma destas mensagens que abordam sobre Teofania (Manifestação Impessoal), visam ajudar de várias maneiras a que nos ocorra essa benesse sagrada. Quando lemos o assunto e logo nos vem um entendimento de como fazê-las, então, ótimo, é só seguir aquilo que nos veio. Porém, quando lemos e ficamos em dúvida de como fazê-las, talvez seja o caso de se limitar a ficar apenas deitados, e aí, pelos pensamentos que possam surgir, quem sabe, até algo possa surgir indicando o que possa ser feito, se for o caso de fazer. Existe também a possibilidade de voltando a ler a mensagem, algo mais se esclareça neste sentido.

      Confesso que reconheço, em todas as leituras que fiz, que o tema é ao mesmo tempo o mais importante, e ao mesmo tempo o menos dominado. Contudo, talvez o mais simples seria apenas deitar-se e permitir ser atravessado.

      No mais, Xurem, de minha parte, envio-lhe meio abraço de coração, e peço desculpa se nada serviu de tudo isso que procurei dizer...

      Excluir
    2. Nada querido,nao existe nenhuma expectativa rsrsrs so eclarecimento mesmo,obrigado pela disponibilidade...e aproveitando o seu grande conhecimento referente as mensagens dos interviniente,gostaria de saber se vc sabe alguma coisa sobre a situaçao das pessoas que desencarnam hoje em dia,se ha algum procedimento,ou as pessoas ainda saem no astral normalmente.grato novamente, abraçooo

      Excluir
    3. Então, Xurem, quanto aos desencarnados, se não me falha a memória, os intervenientes têm dito, principalmente o Aïvanhov, coisas desse tipo:

      - Muitos se encontram em estase, por conta dos eventos próximos da transição ascensional;

      - Outros se encontram já nos Círculos de Fogo;

      - Lá o terreno já se encontra preparado e esperam com impaciência o Apelo de Maria.

      Excluir
  6. Essas são as Teofanias que eu qualificaria também, como aquelas de Maria, programadas, a diferença é que vocês as programam. Eu aconselho vocês, além disso, para realizar essas Teofanias, escolher de preferência uma posição deitada e confortável.

    Essas Teofanias são então destinadas, como para os vulcões, a regular a intensidade do Fogo e a intensidade do processo chamado transubstanciação de seu corpo físico em direção ao corpo de Existência, permitindo acelerar o movimento de transformação disso que é chamado carvão, ou carbono e o silício, o silício sobrepondo-se, vocês sabem, progressivamente ao carbono.

    O Dragão, o Dragão agradecida pela disponibilização.
    Carinho a todos..

    ResponderExcluir