MARIA - Outubro de 2016 - Primeira Parte

Áudio da Leitura da Mensagem em Português - por Noemia
Clique aqui para fazer o download do áudio

Eu sou Maria, Rainha dos Céus e da Terra. Amados filhos, eu retorno entre vós em minha humanidade, assim como há mais de dois meses atrás. Deixe-me primeiro recobri-los de Graças e Bênçãos com meu Manto Azul.

... Silêncio ...

Hoje mais do que nunca, onde quer que seus olhares se coloquem, que seja, em sua vida que seja, em seu país ou na escala de toda a Terra, se você sabe ver objetivamente, vocês se aperceberão efetivamente e muito rapidamente que tudo o que acontece neste momento sobre esta Terra, assinala de alguma forma uma grande mudança. Tudo o que vos foi anunciado pelos profetas, pelo bem amado João, por aqueles que transcreveram minhas aparições, não deixa pairar nenhuma dúvida sobre esta mudança. Talvez vocês o vivam em vocês, quando seus últimos apegos, suas últimas ilusões, suas últimas sombras, lhes aparecem talvez mais cruamente e de maneira muito mais ruidosa.

Tudo o que acontece, vocês o sabem, não deve de maneira alguma lhes inquietar, pois tudo o que se desenrola não é, em definitivo, senão as primícias e o anúncio de tudo o que os profetas, em qualquer país do mundo, têm anunciado. Isso acontece sob seus olhos, em vossa carne, em vossas vidas e em todos os setores de vossas vidas . Em relação a tudo isso, vocês são conduzidos – quer vocês o sintam, percebam ou não no momento – a se voltarem para vocês mesmos, a se colocarem a única questão válida: “Onde estou ?”. Não para se avaliarem e menos ainda para se julgarem, mas somente para ver claramente a fim de se adaptarem e se ajustarem ao que agora está em andamento.

Como tive a oportunidade de explicar alguns meses atrás, o conjunto da Confederação Intergaláctica está ao redor de vocês e de sua Terra, de minha Terra. Nós esperamos, assim como vocês, a chegada do sinal celeste afim de que eu possa lançar meu Apelo. Muitos entre vocês, desde todos esses anos, já receberam meu Apelo individualmente. Como vocês o sabem, nem eu mesma, nem meu Filho, nem a Fonte, podemos conhecer a data precisa desse evento. Entretanto vocês podem observar facilmente ao redor de vocês e em vocês que tudo, de alguma maneira, se precipita, se desvenda, se revela. Há uma fase de depuração e de ajuste que se determina para cada um de vocês e que deve conduzi-los a esse momento tão particular. Eu creio aliás que este período foi nomeado, há poucos dias, um momento crucial ou um momento decisivo de vossa humanidade.

Lembrem-se que, aconteça o que acontecer em vossa vida, e mesmo neste mundo, a Alegria não está nos prazeres deste mundo nem mesmo na satisfação de sua pessoa, mas a verdadeira Alegria está no interior de vocês, e qualquer que seja a falta de Alegria que talvez em algum momento vocês possam sentir, saiba que ela está sempre aí. Vosso coração abre-se de diferentes maneiras, quer isso seja pela Consciência diretamente, pelas vibrações que nós lhes temos sustentado, em particular minhas irmãs Estrelas e meus irmãos Anciões. Tudo isso, hoje, encontra seu espaço em algum tipo de resolução, que não é outra coisa senão sua Ascensão, individual e coletiva, de acordo com sua atribuição, e minhas últimas graças, nas Moradas da Eternidade.

Ninguém sabe a data, não é porque não devemos comunicá-la a vocês, mas simplesmente porque o elemento surpresa é fundamental, certamente não para vocês, mas para aqueles entre seus irmãos e irmãs que ainda dormem, apegados e presos em suas vidas, suas obrigações, suas responsabilidades, e que mergulham ainda na matriz, aquela que os confinou. Mas tudo isso está em vias de mudar. Mas esse inesperado deve permanecer até o momento de meu Apelo para muitos de vocês, não como uma punição nem mesmo como um segredo ou uma mentira, mas simplesmente porque o efeito surpresa é um elemento importante. Pois como vocês o sabem, não há nada a preparar, nem no exterior de vocês nem no interior de vocês, há somente ser o que vocês são, que vocês utilizem a prece, que vocês utilizem os contatos com a natureza, que vocês utilizem outros meios, pouco importa.

No entanto alguns entre vocês devem estar, até os últimos limites, inscritos em meio à dualidade, em meio à matriz, a fim de se transformarem realmente e verdadeiramente no último momento, porque vossos corações são puros, mesmo que jamais tenham sentido isso nem manifestado. Se vocês são esclarecidos, seja pelas vossas vibrações, por tudo o que nós lhes temos dito ou por tudo o que vocês observam, por vocês mesmos ao vosso redor, então é que isso deve ser assim.

Lembre-se que vocês não podem forçar ninguém, pois a Liberdade, mesmo que ela seja bem real no momento da Liberação Coletiva, não é fundamentalmente o mesmo sentimento para cada um de vocês; alguns têm necessidade, de algum modo, de deixar amadurecer sua alma. Mas lembrem-se também que qualquer que seja vossa atribuição, todo o mundo passará por essa Porta Estreita, pelo meu Apelo e pela segunda morte que provocará vosso primeiro Renascimento em meio à matéria.

Vocês não tem porque se inquietarem, mas bem mais olhar tudo o que a vida lhes dá a ver, de início em vocês, em seu primeiro círculo ao redor de vocês, pois há, nos desafios que a Luz lhes propõe, também os elementos de resolução , elementos que lhes permitem compreender, com sua mente mas também com seu Coração, toda a ilusão que ainda pode restar nessas situações, entre alguns irmãos e irmãs. Mas vocês não podem pressioná-los, vocês apenas podem ser Amor e se conduzirem segundo a Lei do Amor e não mais segundo a lei de ação-reação. Não há melhor método do o de colocar sempre o Amor à frente, antes de seus interesses pessoais, antes de suas vantagens pessoais, e eu diria mesmo antes de estabelecer qualquer relação que seja.

Então esse momento é iminente, cada vez mais iminente. Vocês o vêm bem ao redor de vocês: tudo o que esteve oculto, fechado, aos olhos da maioria, se desvela cada dia um pouco mais. É a justa retribuição da Luz, é a iluminação da própria Luz sobre o que ainda tem necessidade de iluminar e colocar na luz. Como nós lhes temos dito, mais do que nunca, o que quer que lhes aconteça, tudo está exatamente no ponto certo, quer sejam as situações, a localização de sua consciência ou do mundo. Não há nada a prevenir, há somente que permanecer tranquilo, permanecer humilde, permanecer doce, continuar a fazer o que a Vida lhes pede, em suas ocupações as mais materiais, com o mesmo humor de quando vocês estão alinhados com vocês mesmos no silêncio de seus corações. Não há nada a fugir, não há nada para impedir, e não há nada a compreender, há somente que viver o que é proposto. Quaisquer que sejam as aparências de suas vidas ou deste mundo, a Luz tem irremediavelmente ganhado, e isso já desde um certo tempo. O fato de ganhar não é um combate contra a sombra, mas sim o estabelecimento da Evidência e da Verdade concernente à Luz e ao Amor. Nós não podemos impedir, se posso dizer, as resistências daqueles que se opõem a essa Alegria, o mais frequentemente, vocês o sabem, por medo, por ignorância, sobretudo pela avidez, pela necessidade de controlar, necessidade de dominar. Não se ocupem mais de tudo isso. Permaneçam muito atentos ao que se desenrola em suas vidas, mesmo nos fatos insignificantes, nos fatos rotineiros. É nisso que vocês têm a maior chance de se reencontrarem.

Vocês têm também inumeráveis auxílios, eu já o disse: os povos da natureza, suas vibrações se vocês as vivem, e sua própria consciência que se localiza, quer vocês queiram ou não, na posição do observador, o que é responsável, é claro, por suas diversas perdas de memória. Não, vocês não estão doentes, não, você não têm uma doença que está se manifestando, mas bem mais uma cura definitiva de todas as ilusões que podem ainda permanecer, de tudo o que concerne às crenças, às adesões, a qualquer objetivo que seja, à matriz dos Arcontes. Tudo tem sido feito para impedi-los de se elevarem, de encontrar a Alma e o Espírito em vocês. Mas isso está terminado.

Quaisquer que seja os obstáculos e as resistências que vocês observam em vocês ou no mundo, elas não são nada em relação à Evidência do que vem para vocês. Eu venho simplesmente encorajá-los a permanecerem o mais possível, o que quer que vocês façam, em seus corações, na postura do observador, naquele que nada recusa, mas vê tudo sem julgamentos, sem falsos pretextos, sem partidarismos, sem buscar meios de vantagens pessoais, pois é dando que vocês recebem. Eu os convido a verificar, doravante de maneira ainda mais clara, se posso dizer, ainda mais autêntica.

Muitos de vocês estão começando a ter sonhos particulares, mostrando certo número de elementos que estão por vir, sem por vezes poder detê-los ou identificá-los a tempo. Vocês o sabem, o tempo está em vias de desaparecer. Essa distorção do tempo habitual vocês a vivem: seja o tempo que se contrai, seja o tempo que se dilata, e isso muitas vezes por dia; vocês saem dessa linearidade do tempo. Vocês estão cada vez menos submetidos a todas as suas histórias passadas e mesmo ao seu próprio corpo. O que não quer dizer que isso não possa manifestar anomalias, mas muito frequentemente vocês constatam por vocês mesmos que isso não afeta   mais, de qualquer modo, sua consciência. Ela torna-se dissociada, se posso dizer, de seus males, de suas misérias, concernentes a suas vidas, seus corpos ou à própria sociedade.

Como vocês o vêm hoje, a desonestidade, a materialidade, está sempre ligada a uma armadilha fantástica deste mundo confinado que os fez acreditar - talvez não a vocês aqui, ou aqueles que me leem, mas de maneira geral - que o dinheiro podia comprar tudo; isto não é assim. Tudo isso foi construído artificialmente impondo-lhes, em meio ao confinamento, uma escravidão dos corpos, uma escravidão das almas e a ausência do Espírito. Hoje, tudo isso está em vias de voar em pedaços. Cada dia em que vocês se aproximam do Evento será cada vez mais importante no nível das revelações sobre vocês mesmos e sobre o mundo, sobre o caminhar do mundo, eu diria. Tudo isso não é para punir quem quer que seja, mas para fazê-los ver pela Inteligência da própria Luz, que não pode aí haver nenhuma saída de emergência ou uma saída de continuidade de um mundo em meio à matéria.

De fato eu concebo que para muitos de vocês tudo isso é difícil de aceitar – eu não lhes peço para acreditar, mas simplesmente para aceitar -, o processo que se desenrola sob seus olhos. Mas a partir do instante em que vocês soltam, a partir do instante em que vocês aquiescem, a partir do instante em que vocês se voltam para seu coração e para nada mais, todo o resto desaparece. Vocês o veem através de sua memória, de seus hábitos, mas também por alguns de seus comportamentos que mudam em tudo. Mesmo sem sentir as energias nem as vibrações, vocês começam a perceber a realidade do amor; mesmo se vocês nem sempre podem colocar em palavras, se vocês estão atentos, vocês podem apenas constatar as mudanças que estão em curso. Mesmo para aqueles entre vocês que estariam inscritos na rotina e que sobretudo não quer ser alterado nessa rotina, as mudanças também se manifestam.

Vejam os dois extremos que se desenrolam ao redor de vocês: vocês têm irmãos e irmãs que descobrem o Amor, vocês têm irmãos e irmãs que literalmente não têm mais consciência deles mesmos e tornam- se alguma forma de animal ou de animalidade, no sentido o mais terrível. De fato, a consciência do ego e mesmo a consciência do Si parecem às vezes falhar. A educação, a moral, a empatia, o carisma, parecem estar longe desses irmãos e irmãs. Isso não quer dizer que eles são, em sua terminologia, escuros ou opostos à Luz, mas simplesmente que a mudança que está em curso pede, para muitos entre vocês, ajustes às vezes violentos e às vezes difíceis de viver.

Para outros, entretanto, aqueles que já deixaram tudo o que  concerne às ilusões da matriz, continuando a conduzir tudo em suas vidas, sentem muito mais leveza, muito mais amor. Tudo o que se desenrola concernente aos vossos corpos, à sociedade, ao vosso ambiente, está diretamente sob a influência real e concreta da Inteligência da Luz. Aquela que quer dar-lhes a vossa Liberdade, qualquer que seja essa liberdade, evocada, pensada ou esperada em vocês.

Neste período, é indispensável para cada um de vocês ter momentos de recolhimento ou de silêncio, em que de alguma forma vocês suspendam as interações com o ambiente, não para daí fugir – eu peço isso apenas durante alguns minutos, algumas horas por dia para aqueles que têm tempo – para reencontrarem-se, mais uma vez não para julgarem ou condenarem, mas simplesmente para estar com vocês mesmos, nesse Face a Face nomeado o último, individual, e de se ajustarem ao que vocês são em Eternidade. Lembrem-se que isso não é um esforço, isso não é difícil, é necessário somente encontrar a ocasião, o tempo e a aceitação do que se vive. Então tudo se fará claro, nada poderá ficar escondido, mesmo aquilo que neste momento lhes escapa.

Voltar a ser como uma criança não é uma palavra vã, eu não vou lembrar-lhes tudo o que pode dizer minha Irmã Teresa concernente ao Caminho da Infância e da Inocência. Eu não vou mais remetê-los às palavras de meu Filho, elas foram repetidas inumeráveis vezes. Retenham também essa noção de espontaneidade: quanto mais vocês são espontâneos, menos há reflexões, maior é a chance de que vocês sigam a Lei da Graça. É claro, é muito diferente a forma de espontaneidade para aqueles que se opõem à Luz, aí, o lado animal propriamente dito pode ressurgir, com as raivas, as violências, as condutas aberrantes se posso dizer.

Mas também aí cada coisa está em seu lugar. Tudo se encontra em ordem, se posso dizer, para que vocês estejam nas condições as mais adequadas para viver meu Apelo – coletivo – e viver o que se seguirá depois. Isso pode agora chegar a qualquer momento, de um dia para o outro, de uma hora para a outra, de uma semana para a outra, de um mês para o outro. Isso não deve desviá-los de suas responsabilidades e do que deve mudar no interior de vocês, e que o mais frequentemente não necessita de mudança exterior. Os tempos não são mais para isso, eles são simplesmente para aceitar totalmente aquilo em que vocês mesmos se colocaram, em qualquer situação e em qualquer que seja o círculo de suas vidas.

Se a Luz lhes penetra, seja pelas Coroas Radiantes – que vocês percebem ou não - , seja diretamente por sua consciência, o trabalho de sobreposição do efêmero e do Eterno faz-se de maneira natural. Pois não há necessidade de vocês, há simplesmente necessidade de deixar ser o que deve ser e de seguir as linhas de evidência, as linhas de menor dificuldade,         aquelas que a Vida lhes propõe pois vocês sempre terão a escolha – de recusar, de agir por vocês mesmos ou de confiar na Vida, na Luz, no Amor, antes do que em vossa pessoa, em vossa memória, em suas experiências passadas. É assim que vocês demonstram a vocês mesmos e ao mundo que vocês estão centrados, se posso dizer, ou alinhados, no Coração do Coração.

É também o momento dos últimos perdões: perdoem ao mundo, perdoem ao seu pior inimigo, perdoem aos Arcontes, e os amem. Não há melhor maneira de curá-los. O mesmo para todos os irmãos e irmãs que se encontram na violência, nas resistências, na confusão, amem a eles da mesma maneira. Amar não quer dizer pronunciar belas palavras nem mesmo tomar em seus braços, é orar a cada minuto para todos esses seres, no silêncio de seu coração. Porque são eles que têm a maior necessidade do Amor que vocês são.   São aqueles que estão nos caminhos de travessia, na cólera, na negação, que têm a maior necessidade de se reconhecerem enquanto seres eternos.

Aliás, vocês o constatam talvez, as palavras não podem mais convencer.    De fato, elas podem tornar cada vez mais confuso, a confusão das palavras, e não expressar realmente o que vocês desejam exprimir. Da mesma maneira, antes mesmo de meu Apelo, o canto da Alma e do Espírito em seus ouvidos está agora aumentado devido ao som de Nibiru que se aproxima de vocês, assim como o som da Terra, mesmo que isso não seja audível sobre toda a Terra, entretanto vocês o ouvem. Tudo o que soa em seus ouvidos, tudo o que soa em seu coração, em sua consciência, está aí para guiá-los, para estimulá-los, para mostrar-lhes o que é a verdadeira Vida.

Como lhes disse o Comandante, ele lhes anunciou um certo número de períodos propícios ao Apelo; o período do inverno, o momento em que a energia e a consciência se interiorizam (em todo caso no hemisfério norte) é um elemento importante para lhes permitir entrar em vocês. Vocês estão menos atraídos para estarem fora, para se divertirem, mas bem mais para permanecerem leves, serenos, do que agarrarem-se à gravidade do que se passa, que não é um julgamento, mas uma liberação. É neste período que vocês têm maior chance – se isso ainda não lhes chegou – de encontrarem vocês mesmos, de ir além das aparências, além de qualquer traço do ego, mesmo de qualquer espiritualidade, à fonte de vosso Espírito, do Espírito Santo, do Espírito do Sol, e de viver então o Fogo Vibral e o Fogo Igneo, sem esforço.

Retenham também as palavras que foram pronunciadas, às vezes com veemência, por aquele que se nomeou Bidi: “ Seu Reino não é deste mundo, vocês não são esse corpo”. Aceitem isso agora, quaisquer que sejam os apegos que ainda lhes apresentem seus corpos, suas vidas, sua identidade, mas aceitem – mesmo sem vivê-lo – que vocês são bem mais do que tudo isso, e vocês o verão, vocês o viverão, às vezes de maneira surpreendente, de maneira totalmente inesperada, fora de qualquer estado de alinhamento, de prece ou do coração, porque são então as últimas Graças da Luz, antes da intervenção de minha última Graça.

Alguns entre vocês, ainda, sentem-se no fim da fila, quero dizer com expectativas frustradas, esperanças, esperas. Isso também faz parte de seu caminho: aprender a paciência, ter a humildade de se reposicionar para outra coisa do que o que cai sob seus olhos ou sob seus sentidos, mesmo que vocês não o conheçam.

A natureza ela mesma, e nós já o dissemos, muda. Não é uma simples mudança, é verdadeiramente uma mudança de estado dimensional, uma mudança de mundo. A Terra, vocês o sabem – ela foi liberada antes de vocês - espera esse momento também com vocês a fim de se reencontrar, ela também, em sua dimensão de eternidade.

Cada dia que passa agora, desde o dia de Todos os Santos, vai lhes demonstrar a realidade do que ainda poderia estar pesado, às vezes ignorado ou às vezes temido: do que vocês são. E o que vocês são pode ainda causar-lhes medo uma vez que isso é tão vasto, tão grande, não pode enquadrar-se com tudo o que as religiões quaisquer que elas sejam lhes tenham incutido. E mesmo suas experiências as maiores vivências no nível desse corpo não são senão um pálido reflexo do que vocês são. Então é claro há o medo do desconhecido que ainda pode existir em vocês, mas a cada dia isso se distanciará de vocês a partir do instante em que existe um mínimo de confiança na ação da Luz e na ação da Vida.

... Silêncio ...

Mesmo os eventos mais opostos à Luz não fazem senão servir à Luz. Ainda uma vez, quaisquer que sejam os eventos, em seus corpos ou sobre o mundo, retenham que por trás desses eventos há o que vocês são.  E tudo o que se produz, onde quer que seja, está aí apenas para lhes permitir se experimentarem na Liberdade, e realmente lhes mostrar vossas escolhas, vossas posições – e vossa eternidade – ao mesmo tempo. É nesse sentido que a espontaneidade, a Humildade, a simplicidade tornam-se essenciais para este período.

... Silêncio ...

Os profetas de todos os tempos lhes tem anunciado este momento preciso, em diferentes linguagens, mesmo em diferentes culturas, bem além dos profetas da cristandade, se posso dizer. Não há acaso, pois, já naquela época, bem antes da época em que vocês vivem – seja no tempo em que nós estávamos encarnados, seja a cem anos, pouco importa – a descrição, mesmo que as palavras sejam diferentes, traduz a mesma mudança.  Essa mudança, vocês o sabem, não é uma mudança linear, quaisquer que sejam as primícias e sua argumentação, essa mudança será extremamente rápida e breve. Nós lhes temos dado largamente as circunstâncias do que deve se passar durante o fenômeno da estase, assim cada um de vocês, quer o aceite ou não, está pronto para viver esse momento.

Lembre-se que além da própria estase, é a Ressurreição. Isto é que aí nesse período, no momento em que os sinais tornarem-se visíveis no céu, vocês não estarão mais ligados a seus corpos, vocês estarão em eternidade, vocês verão – como um de nossos irmãos ou irmãs que pode morrer em algum tempo, não importa onde nesta Terra – acessa a visão panorâmica, não desta vida mas de outras vidas, não por qualquer regulamento de karma ou de faltas mas vocês compararão isso com o que vocês são em eternidade. E aí, não haverá nenhuma dúvida nem nenhuma questão, vocês saberão que vocês são a Eternidade e que tudo o que se produz em meio a este mundo não representa estritamente nada em relação ao que vocês são.

É nesse sentido que o caminho da Infância é indispensável porque nele não há, nesse nível, compreensão, não há encadeamento lógico. Não há ação-reação, não há dois mundos que tenham sido separados, divididos, e mesmo opostos. É isso que vocês vão ver. E a partir do instante em que sua Ressurreição for ativada pela travessia da Luz, e vocês se reencontrando do outro lado da Luz, vocês poderão então retornar e vocês terão então, quaisquer que sejam as circunstâncias do que vocês viverão depois, um lapso de tempo, tanto isso será útil, para eliminar o que deve ser eliminado de vocês.

Ainda uma vez, eu o repito, nenhum irmão e irmã humana da Terra, que tem servido até agora, poderá escapar desse momento. Vocês, aqui e em outros lugares, são numerosos a terem vivido os processos vibratórios e de consciência, mas há também todos os nossos irmãos e irmãs que, quaisquer que sejam suas crenças e qualquer que seja sua bondade e benevolência, não tiveram a possibilidade de ver que eles não são esse corpo, nem esta vida, nem nenhuma outra vida tomada na superfície deste mundo. Vocês reencontrarão vosso verdadeiro Reino, aquele onde tudo é perfeito, onde tudo está em ordem. E vocês visarão, ao interior dessa reconexão, o que é necessário como energia, como consciência, como vibração, para viver o que há a viver para vocês em seguida.

... Silêncio ...

Além disso, na medida em que vocês vão sendo obrigados a deixar as crenças e as ilusões deste mundo, vocês constatarão facilmente que a Alegria se manifesta aí nesses momentos. Quando seu estado presente não é função de uma memória, de uma experiência, de um hábito, mas quando vocês vivem o instante presente, liberados de toda influência do passado e sobretudo de toda antecipação de um futuro qualquer que seja, vocês se reencontram. Mesmo se vocês não tenham consciência disso, a Alegria e a Leveza estão bem aí, e é isso que é importante.

A Luz, de qualquer maneira, e a influência cada vez mais visível de Nibiru ou Hercólubus, tornam-se cada vez mais iminentes em vocês. O apelo da Luz, como isso foi explicado, pode tomá-los não importa quando. Esses apelos são realmente, como foi dito, injunções da Luz e sofrem cada vez menos de um prazo para aí se adaptar. O Espírito sopra onde ele quer e quando ele quer, é a vocês que cabe aquiescer a isso, e desde o instante em que vocês aquiescerem, qualquer que seja a dureza de sua vida, então vocês estarão na doçura, a doçura daquele que reencontra sua inocência, sua infância, que não é mais afetado por qualquer desejo que seja por qualquer projeção que seja ou por qualquer experiência infeliz do passado.

... Silêncio ...

É dessa vigilância da qual eu vos falo: serem lúcidos, serem atentos, não para orientar as coisas, mas sim para acolhê-las e vê-las. Como eu disse, ver permite perdoar, ver permite apagar o que pode ainda encobrir vossa visão e vosso coração.

... Silêncio ...

Tudo o que se desenrola , sem exceção, é o resultado da interação da luz com a matriz deste mundo. Vossas vestes de Luz, os vossos corpos sutis, vossos corpos de Existência, tornam-se cada vez mais perceptíveis. Da mesma maneira que vocês constatam que é cada vez mais fácil, qualquer que seja a velocidade com a qual vocês descobrem isso, de entrar em contato com o que estava invisível, não por curiosidade, não pelo gosto por experiências, mas porque isso é vital para vocês reencontrarem o que vocês são e terem fé, se posso dizer, naquilo que viram e não naquilo que acreditam.

Muitas experiências estão ainda para serem vividas concernentes tanto à consciência como à vossas vibrações, como às circunstâncias de vossas vidas. Vocês não têm de se inquietarem com isso nem de se interessarem, vivam isso e sobretudo vivam os efeitos sobre suas consciências. Praticando assim vossas vidas, vocês verão que a Vida os conduz inelutavelmente à Verdade, aquela que vocês têm buscado e que talvez vocês não tenham encontrado. Tudo está aí, nesse processo de Crucificação e Ressurreição – que é comum – nesse aspecto crucial em que vocês estão na encruzilhada de caminhos, onde não há nada a julgar, nada a condenar, mesmo o pior dos assassinos, há que perdoar e amar.

A justiça dos homens não é a justiça divina, longe disso: ela não obedece a códigos e leis, ela obedece unicamente ao Amor. É o mesmo para vocês? Isso é o mesmo para a sua maneira de agir, de falar, de olhar, de amar? Vocês sentem a leveza ou o peso, qualquer que seja o estado de vossos corpos, de vossas vidas, de vossas finanças, de vossos amores? Onde então vocês se sentem ainda pesados? Não se julguem, vejam nesse peso, por vezes, uma oportunidade inesperada de entrar ainda mais em vocês e no que vocês são.

... Silêncio ...

O mecanismo de Ascensão coletiva, como foi dito, está engrenado. A preparação está terminada. As últimas Portas se ativam neste momento, as últimas revelações se fazem claras também, no nível de vossas vivências como no nível do mundo. O que deve nascer em vocês, sem buscá-lo, é a certeza do que vocês são. As diferentes experiências de vossas vidas, do vosso ser interior, só estão aí para isso e a isso favorecem ainda uma vez, mesmo se de início, em uma primeira aparência, isso pode lhes parecer ser exatamente o inverso para vossa lógica, para vossa razão, para vosso mental. No Amor, vocês o sabem, não há lógica no sentido em que vocês o entendem. Não há necessidade de moral, nem necessidade de regras nem de leis, há a Liberdade total.

Então, de maneira estrondosa ou por pequenos toques, é o que lhes é dado a viver e o que lhes será dado a viver, e de maneira cada vez mais recorrente e intensa, até meu Apelo. As Graças, então, são inumeráveis. Mesmo se vocês são tentados às vezes de aí ver punições ou erros, não é nada disso. A lei de ação de Graça, a lei do estado de Graça, é um Amor devorador, um Fogo devorador que não deixa lugar para nenhum compromisso e nenhuma mentira, mesmo a mais pequena. Assim vocês descobrirão progressivamente ou brutalmente, que vocês não podem ser senão autênticos, que vocês não podem mais usarem ardis, trapacearem ou enganarem ninguém.

Como vocês o constatam também em suas vidas, às vezes algumas pessoas se distanciam espontaneamente e outras chegam para vocês, tudo assim espontaneamente. É a inteligência da Luz que está operando assim. Então acolham tudo o que a vida lhes apresenta, acolham tudo o que pode se produzir. Se vocês estão nessa prece aí, então isso irá muito rápido.          Se vocês querem manter o controle de vossas vidas, vosso poder pessoal ou exercê-lo sobre quem quer que seja, vocês estarão diante de desagrados cada vez mais sérios se posso dizer, mas que não são feitos pela Luz, mas sim por vossas ações, por vocês mesmos. Aí também, não se trata de punição, mas bem mais de um reajustamento ao que vocês são.

... Silêncio ...

Muitos de vocês também, meus irmãos e irmãs, sentem esse Fogo de diferentes maneiras. Que isto seja localizado em vosso coração, em vossa cabeça, nas mãos, nos pés ou em outros lugares, é o mesmo processo que se desenrola, começando em um ponto ou em outro, mas cuja finalidade é sempre a mesma: acender, se posso dizer, o que foi nomeado a Merkabah Interdimensional. O veículo ascensional está sobre a rampa de lançamento, se posso dizer. Tudo foi verificado – pela Inteligência da Luz e não por vocês. A Luz que apenas espera, se isso já não foi feito, pelo seu “sim” incondicional ao amor. O Amor deve estar à frente. Ele deve apagar literalmente vossa pessoa, vossos hábitos, vossas palavras, vossas ideias, vossos comportamentos, tudo isso para deixá-los livres, de acordo com o que vocês são e de acordo com o que vocês vivem e pensam até o presente.

... Silêncio ...

O silêncio também é um elemento importante. Encontrar momentos de silêncio das palavras, como eu o disse, mas também o silêncio de todo sinal exterior, de recolher se vocês preferem ao interior de vocês mesmos, lhes permite de maneira muito mais evidente do que antes, se renovarem e se reencontrarem, recuperarem um pouco de energia para fazer o que vocês têm a fazer, e reforçar mesmo a vivência da Liberdade. Então, é claro, essa Liberdade interior não está sempre de acordo com o que lhes pede um outro irmão ou uma outra irmã, ou mesmo a própria sociedade, conduzindo-os às vezes a fazer malabarismos entre o Eterno e o efêmero. Mas cada dia que passa não lhes permitirá mais manipular da mesma maneira, mas bem mais de se estabelecerem na Luz ou na resistência. Cabe a vocês verem, cabe a vocês viverem.

... Silêncio ...

Assim, o Silêncio, o silêncio das palavras, o silêncio dos olhares, o silêncio das ideias, os conduzirá cada vez mais rapidamente ao Coração do Coração, a vocês mesmos, despojados de todos os artifícios, de todas as memórias, de todas as esperas. Assim não se coloquem em uma situação de espera, estejam plenamente presentes. Estando plenamente presentes, não há nada a esperar.  O evento ocorrerá no momento oportuno para o conjunto da humanidade. Eu lhes disse, todos os sinais estão aí, é inútil doravante buscar outros exceto se isso faz parte de sua curiosidade. Mas não tentem através disso definir uma data qualquer que seja. Não se coloquem em espera, vivam plenamente o instante presente, talvez mesmo ainda mais do que antes, mesmo que seja sedutor, efetivamente, como disse o Comandante, de ter a certeza do que se desenrola sobre este mundo.

Mas agora, a certeza também deve ser interior e não depender das circunstâncias exteriores, pois este meio de comunicação com vocês mesmos é agora perfeitamente permeável, assim como a capacidade para ser o observador de vocês mesmos, mesmo sem nenhuma vontade, de desaparecer a vocês mesmos, qualquer que seja a maneira. No entanto em todo caso hoje, a evidência deve se deslocar para o interior de vocês mesmos, pois assim de uma maneira ou de outra essa evidência interior é vivida, então vocês se tornam efetivamente leves, despreocupados, não porque as preocupações tenham desaparecido, mas porque essa é vossa natureza, dando-lhes e lhes insuflando a energia necessária para fazer o que há a fazer, que isso seja com vossos filhos, com vossos pais, com vossa ocupação.

Esse estado interior, esse estado de Amor, vai cada vez mais tomar o lugar, cada vez mais espaço e cada vez mais tempo, à medida dos dias e horas que passam agora. Aproveitem esta oportunidade. Sirvam-se da Luz não para exigir ou pedir o que quer que seja, mas para se tornar inteiramente essa Luz que vocês são. E para isso, não há pedido uma vez que isso, como vocês sabem, já está adquirido, sempre esteve aí, mesmo se vocês não o viram necessariamente ou ainda de maneira breve.

Mas mesmo isso vai mudar, e isso muda já. Mas a intensidade da mudança será tal que vocês cruzarão na rua, ao redor de vocês, em seu trabalho, irmãos e irmãs que em um momento eram opostos a essa noção de Acontecimento, e cujo olhar vai mudar. Acolham-nos sem ter necessidade de justificar o que quer que seja pois se eles chegam com o sorriso ao invés da raiva, é que eles já vivenciaram no interior qualquer coisa que é da ordem das primícias, aí também, do acontecimento.

Em suas vidas comuns, se posso dizer, busquem sobretudo o que pode ser facilitador, pacificando, permitindo a resolução de conflitos quaisquer que eles sejam, sem ter necessidade de reivindicar qualquer ascendência nesse conflito, nem nenhuma razão, nem nenhuma culpa, mas simplesmente permitindo tanto a um como ao outro, ou a si mesmo diante de uma situação, de serem liberados dela. É claro é um mecanismo de funcionamento, mesmo se nós lhes tenhamos falado disso longamente, isso ainda não é automático para a maioria de vocês. É nesse sentido que é preciso estarem atentos, como eu o disse, ao que se desenrola em vocês. A vida lhes mostrará.

O que para você ainda pode parecer normal em sua pessoa, tornar-se-á de um dia ao outro caduco, se posso dizer, obsoleto, e não terá mais necessidade de estar presente, e isso se evacuará sozinho de vocês. Isso concerne tanto ao que eu poderia chamar o pecado da gula como os pequenos pecados – eu sou irônica, é claro – mas mesmo esses pequenos defeitos desaparecerão por eles mesmos. Olhem bem qual era seu comportamento ontem e qual é hoje, e como será amanhã quando o amanhã chegar. Sejam objetivos. Se vocês estão despojados de toda vontade de acessar a alguma coisa, se suas memórias se apagam, quaisquer que elas sejam, então vocês estão prontos para viver o instante presente, e prontos para viver essas revelações que concernem tanto a vocês mesmos como ao mundo.

... Silêncio ...

Após o Silêncio e antes o Amor, há essa noção fundamental de benevolência. Ser benevolente, é sorrir a uma criança na rua, que vocês jamais viram, é sorrir ao desconhecido que vocês encontram na rua, não para seduzi-lo, não para levá-lo a viver o que vocês vivem, mas simplesmente para estarem presentes no instante. Vocês vão ficar surpresos porque até o presente aqueles que se opunham à Luz podiam se tornar às vezes muito virulentos para com vossos propósitos, para com vossas condutas, para com vossas afirmações. Isso está em vias de mudar completamente. Uma vez que é claro, mesmo aqueles que estão ainda, entre seus irmãos e irmãs, na negação, começam a se colocar sérias questões, seja sobre a sociedade, sobre a continuidade do mundo, sobre as religiões, mesmo sobre suas ocupações, sobre seus amores. É aí onde vocês são importantes, se posso dizer, pois vossa benevolência, além de qualquer explicação ou justificativa, vai colocá-lo na relação de coração a coração, como vocês o fazem naturalmente e espontaneamente com os povos da natureza ou com alguns entre nós ou entre vocês.

Todos os desafios que vossas vidas lhes propõem e que a Inteligência da Luz revela devem se resolver de maneira cada vez mais simples, sem intervenção da razão, sem intervenção das emoções, das reações, mas verdadeiramente vocês verão em operação a ação da graça. Se vocês são benevolentes, se vocês estão à escuta, se vocês acolhem, então é suficiente. Nada há a justificar, não há palavras a pronunciar, há somente ser. E o conjunto das circunstâncias de vossas vidas os conduzirá a isso – que vocês o vejam já ou não, não faz em definitivo, nenhuma diferença.

... Silêncio ...

Nós pensamos, eu e minhas irmãs, assim como os Anciões, e como os Arcanjos e o resto da Confederação Intergaláctica, que tudo o que podia ser feito, de nossa parte como por vocês mesmos, foi feito. Tudo está concluído, e aliás isso foi dito: tudo está concluído agora. Há somente que deixar o roteiro escrito de antemão pelos profetas realizar-se em totalidade.

... Silêncio ...

Guarde presente ao Espírito que aquele que quiser salvar sua vida, a perderá. Em suma, isso não é tão importante, porque no final das tribulações, o conjunto das consciências será liberado. Mas os caminhos que restam a percorrer sobre este mundo estão mais ou menos pavimentados de boas intenções e vale mais avançar impregnados pelo perfume da rosa do que caminhar sobre os espinhos da rosa.

... Silêncio ...

Nessa benevolência, deixem falar a espontaneidade, não aquela da reação de algumas emoções, mas aquela que se exprime espontaneamente de vossos corações, quer vocês vivam a Coroa Radiante ou não. Se vocês estão vigilantes a isso, se vocês colocam o Amor à frente, qualquer que seja a pessoa, qualquer que seja a relação, então vocês constatarão facilmente que tudo o que até o presente poderia opor-se, contrariá-los ou estar aparentemente em oposição à Luz, encontra-se ele também, seja um irmão, uma irmã, uma circunstância, uma ocasião no mesmo acolhimento, na mesma interrogação talvez, mas também fazendo nascer diretamente esse princípio do Abandono à Luz que foi tão precioso ao Arcanjo Anael.

De qualquer forma, é necessário render-se à evidência: após meu Apelo, vocês não poderão mais ter vossos corpos, na estase, vocês não controlarão mais nenhum elemento, vocês apenas poderão seguir o que a Luz vos dita, pois é o que vocês são. Quer vocês o aceitem ou não, nada muda nesse fato e o que se desenrola desde agora.

... Silêncio ...

A Luz retorna para a Luz. A Luz penetrou toda matéria, isso foi dito há numerosos meses, ela é onipresente. A Confederação Intergaláctica, como eu o disse, está agora constantemente presente, não mais ao redor do Sol, mas muito próximo de vocês. Aliás, alguns de vocês nos percebem, nos sonhos, em suas noites, sob a forma de flashes, de diferentes maneiras.

... Silêncio ...

Não fiquem chocados com certas formas, pois eu sei pertinentemente que quando nós estamos encarnados nesse mundo, a forma tem o impacto muito importante certamente: a fisionomia, o aspecto de um olhar. Imaginem a forma do que não seria humano, aparecendo em seus sonhos ou de maneira física diante de vocês. Habituem-se a isso de acordo com as experiências que lhes são propostas pela Luz, pois a partir do instante em que vocês deixam o coração falar, não há nenhuma antipatia, qualquer que seja a fisionomia. Isso lhes provará também que vocês vão além das aparências, além da apresentação e além da forma. Isso quererá dizer que vocês percebem o Espírito, a consciência, por trás de qualquer forma e qualquer aparência.

Vossos filhos não serão mais somente seus filhos, mas seres de pura Luz. Vossos pais, mesmo os mais tirânicos, não serão mais vistos como tiranos, mas verdadeiramente como seres de Luz em sofrimento neste plano. E, de fato, a verdade está aqui, pois aquele que faz sofrer, aquele que força o outro, simplesmente esqueceu o que ele era. É nesse sentido que lhes foi dito muito frequentemente para não julgar. A medida com a qual vocês julgam, vocês se julgarão a vocês mesmos. Neste período, isto se torna cada vez mais flagrante. Se inadvertidamente vocês continuam vossos hábitos anteriores de julgamento ou de controle, isso lhes retornará efetivamente em cheio, a fim de abrir vosso coração. É a Inteligência da Luz que se ocupa disso. Retenham que vocês já são perfeitos de toda eternidade, não em meio à pessoa, efêmera e fugaz, mas no que vocês são. Nesse nível não há nada a aperfeiçoar, nada a melhorar e nada a mudar, somente a se deixar descobrir, somente a deixar os véus da aparência, da carne, desaparecerem por eles mesmos.

Então, se vocês fizerem isso, mesmo que vocês nunca tenham vivido a Morada da Paz Suprema, ou mesmo o Si, esse será o caso a partir do instante em que vocês colocarem em operação, se posso dizer, o princípio do Coração. E mais, tudo isso será cada vez mais imediato, haverá cada vez menos latência: a comunicação, a relação, se estabelecerá imediatamente no nível do coração, além de qualquer palavra, além de qualquer amizade ou de qualquer inimizade, da mesma maneira.

Rendam Graças à Vida. Celebrar a luz do Sol no alimento que vocês vão comer, ir ao encontro do que vocês vão fazer. Isso se tornará natural, isso não será, aí não mais, um esforço. E isso não é em anos, é a partir de hoje e isso já começou para muitos entre vocês e para alguns entre vocês já há numerosos meses, até mesmo muitos anos. Mas é a intensidade do processo e a generalização desse princípio do Amor que vai lhes aparecer. Alguns irmãos e algumas irmãs arriscam cair em temor ao descobrirem erros que foram cometidos por ignorância desse princípio do Amor.  Aí também, se vocês têm a ocasião de entrar em relação com esses irmãos e essas irmãs, não há nem julgamento nem ajuda a colocar pelas palavras, há somente que ser amor e ressoar de um ao outro pelos processos que vocês talvez já vivenciaram há numerosos anos, a comunhão da consciência, a fusão e a dissolução da consciência.

Tudo isso está aberto, eu diria, de par em par. Isso traduz realmente a modificação de vosso próprio coração que, de fato, pode se manifestar de maneira mais sensível nesse momento mesmo, quer isso seja pela impressão de pressões no peito ou ao contrário de buracos negros no peito, palpitações, tudo isso não faz senão traduzir os reajustes de seu órgão cardíaco com a verdade do Amor e o princípio do Amor. Alguns entre vocês que vivem as vibrações e as energias vão perceber que a Coroa da cabeça, por exemplo, torna-se sensível no nível de diferentes traçados que lhes tinham sido explicados no final das Núpcias Celestes. Os circuitos energéticos e vibrais de vossos corpos começam a se manifestar de maneira mais sensível, que isso seja sobre as Portas de baixo ou as Portas do alto. A Onda de Vida, por outro lado, e isso lhes foi comunicado, mudou muitas coisas. Ela torna-se outra coisa do que a Onda de Vida de 2012. Todas essas mudanças, muito visíveis ou muito sutis, concorrem sem nenhuma exceção às primícias do Acontecimento.

Siga o vosso caminho, vá para a vossa vida, o que quer que ela lhes peça, com benevolência para vocês mesmos, para cada um, para as circunstâncias, para a sociedade. O amor não é um combate, o Amor é uma evidência. Então demonstrem a vocês mesmos essa evidência. É necessário para vocês – e vocês são ajudados pelo desaparecimento de suas memórias – é necessário esquecer os mecanismos de defesa, de reação, que vocês têm conhecido ao longo de vossas vidas e que são habituais neste mundo, mesmo se vossa Coroa radiante está ativa, mesmo se vocês são liberados vivos. Não porque há alguma coisa a melhorar ou a mudar, mas para vocês se darem conta ainda mais certamente do que é a Luz e do que é a verdadeira Vida. É como o que é efêmero vai se dissolver, seja na ocasião dos três dias, seja durante um dos dias dos 132 dias, seja no final do planeta-grelha.

Efetivamente vocês vivem uma época única e extraordinária porque como já lhes foi estipulado desde 2009, não haverá jamais nenhum confinamento para vocês, neste mundo ou em qualquer mundo que seja. Então vejam, vivam, experimentem em cada circunstância, em cada relação, em cada membro de vossa família, em cada irmão e irmã, mas também com todos os irmãos e irmãs que ainda são os maus rapazes ou que ainda estão sob a influência da matriz. Eles têm mais necessidade de ajuda do que vocês. Então, pacifiquem, acalme-os, não pelas palavras como vocês faziam antes, mas simplesmente orando em vosso coração. Colocando-os em vosso coração, realmente e concretamente, vocês descobrirão que eles já estão aí e que eles não têm jamais deixado de estar; mesmo o mais detestável de vossos inimigos está em vocês. Isso também é necessário ver para crer, se posso dizer, é necessário viver para se dar conta da verdade dessa afirmação.

E como vocês querem viver se vocês não amam vosso pior inimigo? Como vocês querem viver se vocês não perdoaram a aquele que lhes fez mal? Pois vocês nunca sabem, além das aparências, e situações, mesmo em meio às leis deste mundo, do que existiu antes, em outros tempos, em outras vidas que, eu lhes lembro, são confinadas. Eu não lhes peço para ver essas vidas, eu não lhes peço para explicar o que se passou, mas para transcender tudo isso colocando o Amor à frente, e colocando também o Amor em vocês, e colocando-o no outro, quem quer que ele seja, também em vocês – e vocês verão que ele já está aí.

Basta simplesmente mudar seu olhar. É isso que a Luz lhes propõe. É também isso que foi nomeado o observador, mas bem mais do que isso é também a descoberta talvez, para muitos entre vocês, dos potenciais infinitos da consciência. Mesmo se vocês não estão cientes, se posso dizer, que a consciência não é o objetivo, pouco importa, pois tendo essa visão panorâmica, vivendo-a em vocês, vocês acabarão por distinguir que vocês não são nem esse corpo, nem essa vida, nem essa história, nem mesmo este mundo.

Eis o que eu tinha a lhes entregar hoje, tal como meu coração queria dizê-lo em sua humanidade. É claro, se há necessidade de responder a questões, eu o farei agora para aqueles que estão aqui. Se há necessidade – em relação ao que foi dito, e somente em relação a isso, eu não falo de vossas problemáticas pessoais, mas sim dos mecanismos gerais -, então se vocês precisam questionar, é o tempo de fazê-lo antes de meu Apelo, pois é um momento de intimidade que eu lhes proponho, em nossa humanidade comum, bem longe de todos os ensinamentos e vibrações que vocês têm vivido, mas sim para estar mais próxima de vocês, nesse acompanhamento enquanto Mãe do universo e desta Terra.


Perguntas e Respostas... (Vide: Segunda Parte)


***


Tradução do Francês: Ligia Borges







10 comentários:

  1. Eu creio aliás que este período foi nomeado, há poucos dias, um momento crucial ou um momento decisivo de vossa humanidade.
    .........
    Ninguém sabe a data, não é porque não devemos comunicá-la a vocês, mas simplesmente porque o elemento surpresa é fundamental, certamente não para vocês, mas para aqueles entre seus irmãos e irmãs que ainda dormem, apegados e presos em suas vidas, suas obrigações, suas responsabilidades, e que mergulham ainda na matriz, aquela que os confinou.
    ........
    Guarde presente ao espírito que aquele que quiser salvar sua vida, a perderá. Em suma, isso não é tão importante, porque no final das tribulações, o conjunto das consciências será liberado. Mas os caminhos que restam a percorrer sobre este mundo estão mais ou menos pavimentados de boas intenções e vale mais avançar impregnados pelo perfume da rosa do que caminhar sobre os espinhos da rosa.
    ........
    De qualquer forma, é necessário render-se à evidência: após meu Apelo, vocês não poderão mais ter vossos corpos, na estase, vocês não controlarão mais nenhum elemento, vocês apenas poderão seguir o que a Luz vos dita, pois é o que vocês são. Quer vocês o aceitem ou não, nada muda nesse fato e o que se desenrola desde agora.

    ResponderExcluir
  2. Quando a Mãe expressa-Se, é de uma Beleza Ímpar:

    “Mesmo se vocês não tenham consciência disso, a Alegria e a Leveza estão bem aí, e é isso que é importante.”

    “O mecanismo de Ascensão coletiva, como foi dito, está engrenado. A preparação está terminada.”

    “Mas os caminhos que restam a percorrer sobre este mundo estão mais ou menos pavimentados de boas intenções e vale mais avançar impregnados pelo perfume da rosa do que caminhar sobre os espinhos da rosa.”

    Quantas bênçãos, hem? As resistências desmoronando, como um morro encharcado ...
    Coloquemos o “Amor de todos os lados”, e deixemos a “Vida nos levar”!!!!
    Amém!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua leitura está maravilhosa. Doce, serena e tranquila. Gratidão amada.

      Excluir
    2. Lígia!

      Éramos 'gotinhas dispersas'. Hoje pela Graça, Amor e Luz, formamos um caudaloso Rio!

      Agradecemos muito, sua participação nas traduções!!!!!

      Excluir
  3. Manoel Egídio, boa noite! Quero agradecer imensamente sua iniciativa de dar continuidade ao amoroso e imprescindível serviço à Luz, prestado por longa data por nossa amada irmãzinha Célia Gonçalves! Que a Graça esteja em seu coração e em sua manifestação! Abraços fraternos, infinita gratidão... Namastê

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Maharani Devi!!!

      Então, sem a nossa amiga e emérita tradutora Célia G., surgiu o trabalho de várias outras competentes amigas tradutoras. Também surgiu o apoio técnico imprescindível do meu amigo especial André Meira. Bem, diante destes surgimentos todos, e do meu próprio entusiasmo pela publicação destas mensagens, essa continuidade se tornou quase que automática, digamos assim. Claro, também, que a Noemia, quase tão entusiasta quanto eu, teve papel fundamental nesta transição tão favorecida.

      Enfim, estou super feliz pela oportunidade de poder continuar com vocês todos, amigos de sempre, da família Leituras da Luz!!!

      Excluir
  4. "Neste período, é indispensável para cada um de vocês ter momentos de Recolhimento e de Silêncio, em que de alguma forma vocês suspendam as interações com o ambiente, não para daí fugir - eu peço isso apenas durante alguns minutos, algumas horas por dia para aqueles que têm tempo - para reencontrarem-se, mais uma vez não para jugarem ou condenarem, mas simplesmente para estar com vocês mesmos, nesse Face a Face nomeado o último, individual, e de se ajustarem ao que vocês São em Eternidade.

    "Retenham também as palavras que foram pronunciadas, às vezes com veemência, por aquele que se nomeou Bidi: "Seu Reino não é deste mundo, vocês não são esse corpo" . Aceitem isso agora.
    "Quaisquer que sejam os apegos que ainda lhes apresentem seus corpos, suas vidas, sua identidade, mas aceitem - mesmo sem vivê-lo - que vocês são bem mais do que tudo isso, e vocês o verão, vocês o viverão, às vezes de maneira surpreendente, de maneira totalmente inesperada, fora de qualquer estado de alinhamento, de prece ou do coração, porque são então as últimas Graças da Luz, antes da Intervenção de minha última Graça.

    "Então é claro há o medo do desconhecido que ainda pode existir em vocês, mas a cada dia isso se distanciará de vocês a partir do instante em que existe um mínimo de Confiança na Ação da Luz e na Ação da Vida.
    "É isso que vocês vão ver. E a partir do instante em que sua Ressurreição for ativada pela travessia da Luz.
    "Vocês reencontrarão vosso Verdadeiro Reino, aquele onde tudo é Perfeito, onde tudo está em Ordem. E vocês visarão, ao interior dessa reconexão, o que é necessário como energia, como consciência, como vibração, para viver o que há a viver para vocês em seguida.

    "O Espírito sopra onde ele quer e quando ele quer, é a vocês que cabe aquiescer a isso, e desde o instante em que vocês aquiescerem, qualquer que seja a dureza de sua vida, então vocês estarão na doçura, a doçura daquele que Reencontra sua Inocência, sua Infância, que não é mais afetado por qualquer desejo que seja por qualquer projeção que seja ou por qualquer experiência infeliz do passado.

    "O mecanismo de Ascensão coletiva, como foi dito, está engrenado. A preparação está terminada. As últimas Portas se ativam neste momento, as últimas Revelações se fazem claras também, no nível de vossas vivências como no nível do mundo. O que deve nascer em vocês, sem buscá-lo, é a certeza do que vocês São.
    "Esse Estado Interior, esse Estado de Amor, vai cada vez mais tomar o lugar, cada vez mais espaço e cada vez mais tempo, à medida dos dias e horas que passam agora. Aproveitem esta oportunidade. Sirvam-se da Luz não para exigir ou pedir o quem quer que seja, mas para se tornar inteiramente essa Luz que vocês São".


    Rendo Graças!!! Em poder continuar nesse Serviço com todos vocês Irmãos de sempre, da família Leituras da Luz!
    Em União, no mesmo Amor e no mesmo Coração!!!

    ResponderExcluir
  5. Eu não poderia deixar de registrar este comentário, é claro, agradecendo primeiramente a tradução da Lígia, sem essas traduções sequer teria blog, e agradecendo também de coração a leitura da mensagem pela Noemia, disponibilizada para acesso e download em mp3. Voz suave, doce e diria que uma leitura aconchegante. Gratidão ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. André!

      Sua Gratidão, é minha Gratidão!!!!

      Excluir
  6. Essa coisa de perdoar pra mim é bem complicado... Mas o resto foi bem sossegado. Curti a mensagem. Curti também muito o áudio. Mas teve horas que parecia que não estava aqui e outras horas sentia um sono devastador.

    ResponderExcluir